Baixar App hot
Início / Romance / Irresistível Atração livro 2
Irresistível Atração    livro 2

Irresistível Atração livro 2

5.0
81 Capítulo
15.8K Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Tudo estava seguindo conforme os planos de Helena. Conseguir uma promoção na empresa de Enrico D'Angelo fazia parte de seus planos e ela estava mais do que disposta a mostrar do que era capaz. Mas, ao se tornar sua assistente, Helena não imaginava que teria que ser acompanhante de Enrico no casamento da mulher que ele amava, menos ainda que isso os aproximaria muito além do que era aceitável entre o chefe e sua assistente. Agora, ela teria que tomar uma decisão difícil ao perceber que sua relação com o seu chefe tinha mudado completamente. Ela deveria se entregar aquela paixão, sabendo que o coração de Enrico jamais seria completamente seu, ou deveria seguir com a sua vida e esquecer os melhores momentos que passara ao lado dele?

Capítulo 1 Um

_Senhor D’Angelo, aqui estão os documentos que pediu. _ Uma das secretárias disse, ao entrar na sala, me estendendo uma pasta marrom.

_Pode deixar aí em cima da mesa. _ Pedi, sem parar de digitar no teclado do computador.

_Ah, e esse convite chegou para o senhor. _ ela avisou, colocando um envelope branco sobre a pasta.

Parei o que estava fazendo e olhei para o objeto, sentindo todo o meu corpo tensionar de imediato.

_Obrigado, Camila. _ agradeci, olhando para ela e esperando que ela entendesse a minha intenção de abrir o envelope quando estivesse sozinho.

Camila deu um sorriso nervoso antes de se virar e sair da sala, rebolando.

Ela é exatamente o tipo de mulher que me atrai, mas naquele momento nada conseguiria tirar minha atenção do pequeno envelope branco sobre a mesa.

Assim que a porta se fechou, eu me levantei e o peguei, caminhando em seguida até a janela do meu escritório.

Abri o envelope e retirei o convite que havia lá dentro, enquanto sentia mais uma vez aquela sensação de perda tomar conta do meu peito.

Eu nem mesmo precisava abrir o cartão para ver o que estava escrito lá dentro, pois já tinha uma ideia do que seria.

Era o convite de casamento de Emma e Vincent.

Suspirei profundamente antes de passar os olhos sobre a bela caligrafia.

E lá estava, na parte inferior do convite, o desenho de um par de alianças douradas unindo o nome dos dois.

Uma batida suave na porta soou, antes que a mesma fosse aberta.

_Senhor D’Angelo, já está tudo preparado para a reunião de amanhã com os gerentes de cada departamento. _Helena avisou, entrando na sala. _Há algo mais que eu possa fazer antes de ir para casa?

Afastei o olhar daquele par de alianças que pareciam zombar de mim e me voltei para ela.

Helena estava parada no meio da sala, me encarando, a espera de uma resposta.

Ela estava usando uma blusa social branca com a parte inferior colocada para dentro da cintura de sua calça de alfaiataria preta, deixando-a elegante e profissional ao mesmo tempo; e suas sandálias de salto alto faziam com que ela parecesse mais esguia do que era.

Mas, ao contrário do que eu tinha percebido em Camila, Helena não possuía um olhar sedutor e muito menos parecia querer chamar minha atenção de qualquer forma.

Seus cabelos de fogo estavam amarrados em um coque apertado e ela me encarava com aqueles olhos verdes por trás dos óculos de grau, esperando por minha resposta.

Abaixei as mãos, ainda segurando o maldito convite entre os dedos, enquanto voltava para minha mesa.

Foi então que uma ideia me ocorreu e eu olhei para ela novamente.

_Ok. _ respondi. _Por hoje é só. Mas eu quero que dê uma olhada em minha agenda para a próxima semana e desmarque meus compromissos de sexta e sábado. E os seus também, pois você irá comigo para Los Angeles.

Helena me encarou com um misto de confusão e surpresa em seus olhos.

_Los Angeles? _ ela repetiu. _O que faremos em Los Angeles?

Me sentei em minha cadeira, jogando o convite sobre a mesa.

Helena olhou para o objeto, antes de se aproximar e pegá-lo entre os dedos.

_Preciso ir ao casamento da Emma e você será minha acompanhante.

Helena largou o convite sobre a mesa novamente e olhou para mim como se estivesse buscando uma desculpa qualquer para escapar.

_Eu...

_Considere isso como uma viagem de trabalho, Helena. _ eu a interrompi antes que inventasse uma desculpa esfarrapada. _Ficaremos lá para o casamento e voltaremos no dia seguinte, com a minha filha. Prometi a Emma que tomaria conta da Chloe para que ela possa viajar para sua lua-de-mel.

_E o que isso tem a ver com o meu trabalho? _ ela questionou, confusa.

Realmente, não tinha nada a ver.

Helena era minha assistente e, o certo, seria deixá-la tomando conta de tudo por ali enquanto eu estivesse fora.

Mas a ideia de ir para Los Angeles sozinho não me agradava em nada.

Menos ainda comparecer ao casamento sozinho.

Quer dizer, sua mãe com toda certeza seria convidada, já que ela e Emma criaram um laço de amizade uma com a outra. Mas não seria a mesma coisa.

_Você ficará responsável por checar os meus e-mails, agendar nossas passagens no aeroporto...

_Isso é trabalho para a sua secretária! _Helena retrucou, cruzando os braços sobre os seios, evidentemente irritada.

Olhei para aquele ponto em questão, percebendo a sombra do sutiã verde esmeralda por baixo do tecido da camisa.

Então me peguei imaginando coisas que eu não deveria pensar a respeito da minha assistente e balancei a cabeça rapidamente para afastar aquelas imagens eróticas da cabeça.

Fiquei de pé novamente, me recostando na lateral da mesa e colocando minhas mãos no bolso da calça, numa pose relaxada.

_Você gosta mesmo de ser minha assistente, Helena? _ perguntei, notando quando ela franziu os lábios ao perceber minha jogada. _Porque eu tenho certeza de que, lá fora, tem mais alguém ansiosa ou ansioso para tomar o seu cargo.

Esperava, com isso, que ela suspirasse e cedesse ao meu pedido sem demora. Mas Helena, sendo Helena, agiu completamente o contrário do que eu esperava, descruzando os braços e me dando um sorriso sarcástico com o canto dos lábios.

_Já que o senhor tocou nesse assunto, senhor D’Angelo, o senhor gosta de me ter como sua assistente? _ ela perguntou, me fazendo franzir o cenho sem saber aonde ela queria chegar com aquilo. _ Porque, caso tenha esquecido, há alguém lá fora ansioso para que eu abandone esse cargo e vá trabalhar com ele...

Me afastei da mesa no mesmo instante diante da menção de Julien.

Ele era uma das pessoas mais próximas de mim, meu melhor amigo e parceiro de negócios.

Mas, também, era o homem que estava disposto a convencer minha assistente a me abandonar e ir trabalhar para ele, desde o momento em que Helena mostrara sua capacidade de gerir uma reunião sozinha, mesmo sendo sua primeira vez.

_Sua promoção a deixou cada vez mais atrevida, Helena. _ eu avisei, suspirando logo em seguida ao ver que ela tentava conter um sorriso vitorioso.

_Em um mar de tubarões, não posso me permitir ser apenas um peixinho, senhor D’Angelo.

Dessa vez fui eu quem não conseguiu conter um pequeno sorriso de diversão.

Helena sempre tinha a resposta ponta na ponta da língua. Isso, ao mesmo tempo que era um dom, também podia ser considerado um defeito, como em momentos como aquele, por exemplo.

_Então, considere isso como um favor, Helena. _ Eu pedi. Depois, você poderá me pedir o que quiser.

Helena ergueu uma sobrancelha, como se já imaginasse o que poderia pedir em troca.

_Tudo o que preciso fazer é me sentar do seu lado durante a cerimônia e a festa? _ ela quis saber.

Assenti, em resposta.

_Quanto ao que vai usar, deixe tudo por minha conta. _ avisei. _Você não terá nenhuma despesa com isso.

Helena ainda ficou em silêncio por alguns segundos antes de se decidir.

_Tudo bem! _ ela respondeu. _ Serei sua acompanhante no casamento da Emma e do Vincent, mas não porque sinto pena de você ou nada do tipo. Só vou por três motivos...

Franzi meus lábios, divertido.

_E quais são eles?

Helena se virou para sair da sala, e respondeu ao parar na porta, segurando-a aberta.

_Primeiro, porque poderei ver a Chloe e a Emma novamente. _ ela disse. _Segundo, porque adoro os bufês de casamento.

_E o terceiro? _ Perguntei, quando pensei que ela já tinha acabado, pois ficara em silêncio.

Helena sorriu, como se fosse uma criança prestes a fazer arte.

_O terceiro motivo, é que você vai ficar me devendo um favor. _ ela respondeu, dando uma piscadela antes de sair da sala e fechar a porta.

Bufei, completamente surpreso com a audácia daquela garota.

_Ora essa! _ resmunguei enquanto me sentava novamente em minha cadeira, desejando voltar ao trabalho e não me permitir pensar no conteúdo daquele envelope que permanecia sobre a mesa.

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Mais Novo: Capítulo 81 Oitenta e um   Ontem21:49
img
1 Capítulo 1 Um
02/04/2023
2 Capítulo 2 Dois
15/07/2023
3 Capítulo 3 Três
15/07/2023
4 Capítulo 4 Quatro
15/07/2023
5 Capítulo 5 Cinco
15/07/2023
6 Capítulo 6 Seis
15/07/2023
7 Capítulo 7 Sete
26/07/2023
8 Capítulo 8 Oito
26/07/2023
9 Capítulo 9 Nove
31/07/2023
10 Capítulo 10 Dez
18/01/2024
11 Capítulo 11 Onze
18/01/2024
12 Capítulo 12 Doze
19/01/2024
13 Capítulo 13 Treze
27/01/2024
14 Capítulo 14 Quatorze
02/02/2024
15 Capítulo 15 Quinze
06/02/2024
16 Capítulo 16 Dezesseis
20/02/2024
17 Capítulo 17 Dezessete
29/04/2024
18 Capítulo 18 Dezoito
05/05/2024
19 Capítulo 19 Dezenove
07/05/2024
20 Capítulo 20 Vinte
14/05/2024
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY