Baixar App hot
Início / Jovem Adulto / Contos eróticos proibidos +18
Contos eróticos proibidos +18

Contos eróticos proibidos +18

4.9
1 Capítulo
103.7K Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Contos eroticos proibidos é uma coletânea de pequenos contos, com todos os tipos de gerenos englobados, um livro para você ler e relaxar.

Capítulo 1 Experimentando o novo.

Eu e meu marido adoramos imaginar coisas diferentes durante o sexo, as nossas fantasias são as melhores, algumas realizamos e outras ainda não, eu vou relatar para vocês agora uma das nossas fantasias que virou realidade.

Meu nome é Carla e vou contar sobre uma troca de casais muito gostosa que acabou rolando entre meu marido, eu e um casal de amigos dele, meu marido se chama Hugo, tem 37 anos, eu tenho 28 e o casal de amigos tem o marido com 40 e a esposa com 28.

Meu maridão é o maior tarado, adoro isso! Sempre que volta do trabalho, ele chega com um fogo danado, já vem encostando em mim enquanto tô fazendo a janta e encosta seu membro duro feito uma pedra na minha bundinha empinada.

Não tem jeito, quando sinto ele fazer isso, automaticamente meu corpo pede por sex*, empino gostoso pra ele e sinto minha bucet* ficar toda molhada escorregando de tesão.

Em uma dessas vezes a gente tava fudendo gostoso em cima da mesa da cozinha, ele encaixando seu pau no meu cuzinh* meladinho e eu mexendo gostoso, a cada mexidinha minha deixava ele totalmente louco de tesão, ele urrava junto comigo, senti seus dedos estimulando minha bucetinh* gostos*, abaixando minha calcinha até meu tornozelo e me comendo com vontade, socando aquela pica gostosa todinha lá dentro, afastando minhas pernas e comendo minha bucet*.

Ele adorava me sentir toda molhada e gemend* pra ele, isso sempre deixa meu marido louco, o melhor é ouvir ele falar várias putarias no meu ouvindo, como dizer que tô bem molhada, que minha bucet* continua sendo bem gostosa, e outras coisas bem safadas que adoro ouvir da boca dele.

Nossa vida sexual sempre foi satisfatória a acima de tudo nossas conversas sempre foram ótimas também, ele me conta tudo do trabalho e foi em uma dessas conversas que tudo começou, o meu marido tem um amigo do trabalho, o que já citei no começo, ele é um cara maduro e boa pinta, um grisalho bem bonitão, corpo bem cuidado, bem gato!

Ele é casado com uma mulher mais nova e linda, daquelas bem gostosas que malham pra caramba, mas é magrinha, nada exagerado, só tem um corpinho gostoso, branquinha, toda definida, e eu nunca pensei em fazer troca de casal muito menos em pegar mulher.

Um dia meu marido comentou comigo que o Mario o amigo do trabalho tinha dito pra ele que a mulher dele andava louca pra fazer uma troca de casais e que eu era a mulher ideal se eu não fosse careta, eu marido me contou isso rindo, o que me deixou bem puta da vida.

- Hugo, que baixaria isso, você me conta assim rindo?

- Ahh amor, que besteira, seria bom você pegando outra mulher, fiquei de pa* duro no trabalho só de imaginar a cena de vocês duas.

- Você é muito safado Hugo, e se eu quisesse dar para o João, será que você ia rir?

- Pow amor, você sabe que nunca fui antiquado né? se fosse só por tesão, por zoeira, porque não?

Foi dessa conversa que começou a rolar da gente encontrar o casal pra almoçar, conversas casuais e nesses encontros vi o quanto a esposa do Mário, que se chama Karen, é interessante, eu comecei a sentir tesã* por ela, logo eu que nunca me imaginei com uma mulher na vida.

O marido dela também é um gato, então vi que não seria nada difícil pegar aqueles dois, o único problema seria se na hora eu ficasse com ciúmes do meu esposo, bom, um dia meu marido chegou no jantar e disse que no sábado o casal tava convidando a gente para um almocinho especial.

No sábado nós fomos lá, super bem recebidos pelo casal, o almoço quase pronto, meu marido ficou conversando com o Mario e fui na cozinha cumprimentar a Karen.

Ela tava cheirosa e linda, cabelos soltos caindo pelas costas, um vestido soltinho de alcinha que ficava bem curtinho e uma make discreta que deixou ela mais linda ainda, mas eu também não fiquei por baixo viu? coloquei uma roupa sexy, uma lingerie vermelha que eu comprei especialmente pra uma ocasião especial e quando fui falar com ela, ela me deu um abraço forte e me elogiou.

Senti uma vontade louca de beijar sua boca, não conseguia parar de olhar seus lábios, ela percebeu e me puxou pra um beijo gostoso cheio de tesão, foi a primeira vez que beijei uma mulher.

A gente ficou ali na cozinha se pegando gostoso, senti os peitos dela bem durinhos encontrando com os meus, aquele calor subindo e minha bucet* começou a ficar encharcada, deixou minha calcinha toda molhada na hora.

Ela me colocou sentada na mesa, comecei a rir nervosa, senti ela colar seu corpo no meu e começar a acariciar meus sei*s, ela tocou meus seios de um jeito delicado e gostoso, começou a morder e chupar por cima do meu sutiã mesmo, mas foi suficiente pra me deixar toda arrepiada, senti ela descendo sua mão, uma pelas minhas costas e outra foi alcançando minhas coxas, alisando a lateral, tava quente, ela percebeu e disse isso.

- Nossa, você tá tão quente! já posso sentir sua bucetinh* toda molhadinha.

Ela alcançou minha bucet* com os dedos, me fez abrir mais minhas pernas e começou a me estimular, bem que dizem, uma mulher sabe o que fazer pra dar prazer à outra, ela conseguiu me deixar louca de tesão tocando uma siririca pra mim, eu tava me controlando pra não gemer alto, mas não teve jeito, logo meu marido e o Mario apareceram na cozinha e pegaram a gente no flagra, eu com a calcinha arriada, suada, vermelha e o cheiro de sexo no ar.

- Que safada, nem chamou seu maridinho pra brincar amor?

- Aii amor, não esperava por essa, mas ela mexe tão gostoso que não resisti.

Nisso meu marido encostou em mim, começou a me beijar por trás e a Karen tirou o resto do meu vestido, abocanhou meus seios, me deixou louquinha de tesão, toda arrepiada.

Ela continuou estimulando minha bucetinh* e meu marido lubrificou o pa* e começou a encaixar no meu cuzinh*, enquanto ele fodia meu rabo, ela continuou com as mãos, e o marido safado dela começou a despi-la também, deixou os seios dela desnudos e vi como se fosse uma fruta que eu queria chupar, seios branquinhos de bicos rosados, uma delícia, isso até aumentou meu tesão.

- Ai amor, que delícia quero comer seu cuzinh*.

Meu marido disse isso e eu fiquei mais louca ainda, comecei a rebolar no seu cacete e senti que tava quase gozand* na mão daquela safada, não demorou, dei uma gozad* bem gostosa, fiquei com as pernas moles, quase cai, meu marido me beijou gostoso no pescoço e continuou me comendo, ainda senti que ia gozar de novo e não ia demorar nada.

- Que putinha safada que eu tenho, goz*u gostoso na mão dela né gostosa?

- Foi uma delícia amor, mas também é gostoso sentir esse seu pauzã* arrombando meu cuzinho*

A essa altura do campeonato eu tava beijando ela, o marido dela, nós duas ficamos de joelhos e os dois de frente pra gente. Começamos a chupar a pica dos dois e nos beijar, eles ficaram loucos, a gente se pegou gostoso e mamamos os dois safados.

- Duas safadas chupando gostoso né Mario?

- Caralho brother, tua mulher chupa bem gostoso hein? a gente podia fazer isso sempre!

A gente chupou muito os dois e na hora de ir pra cama eles ficaram quietinhos na punhet* vendo a gente se chupar num meia nove gostoso, eu tava um pouco nervosa, com medo de não saber o que fazer mas ela me explicou direitinho como gostava e logo eu tava com a língua enfiada na bucet* molhada dela.

O meia nove continuou rolando, os dois se aproximaram e automaticamente a gente ficou de quatro, o marido dela veio me comer e meu marido comeu ela, nossa, que delícia sentir uma pica entrando e ver meu marido comendo aquela mulher gostosa.

- Aiii, mete fundo na minha bucet*! - eu disse sem aguentar mais de tesão.

- Delícia de bucet* gostosa, empina mais pra mim vai !

Empinei muito pra o marido dela, ela tava ali fudendo gostoso com o meu também, eu tava doidinha, senti que ia gozar de novo e acabei gozando quase que ao mesmo tempo que o Mario, ele goz*u bem gostoso na minha bucet*, senti aquele leite quente e minha xaninh* até ficou piscando de tanto tesã*.

Foi bem gostoso, meu marido também goz*u na safada, ficou o maior cheiro de porra no ar, mas foi uma delícia!

Nós quatro passamos a tarde inteira trepando, foi uma experiência ótima e até hoje tem sido assim, aderimos ao tal do poliamor e tem sido super gostoso, só de lembrar a minha bucet* fica meladinha.

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY