Baixar App hot
Início / Fantasia / Ainda que escrava
Ainda que escrava

Ainda que escrava

4.3
3 Capítulo
2.9K Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Uma modelo de grande prestígio se encontra num lapso têmporal, fazendo com que ela vá para o passado, ela não sabe como voltar e precisa descobrir, enquanto isso... por que não uma pitada de ódio,desejo e amor?

Capítulo 1 De grande a pequeno!

Já era noite e a casa estava vazia, de repente um barulho, era apenas Sophia que abria a porta de seu apartamento. Ela tivera um dia cheio, e agora estáva voltando de uma seção de fotos. Ela era modelo, mas estava bem ocupada naquela semana!

A jovem entrou tirou os sapatos e dirigiu-se ao quarto.Ela queria tanto tomar um banho e ir para cama, sentia-se exausta.

Depois de tomar banho e vestir-se, ela caminhou até a cozinha, mas antes que pudesse chegar, a ela sentiu uma forte dor de cabeça, seu corpo foi ficando fraco e sentiu suas pernas extremecerem! Um barulho não muito alto ecoou pelo cômodo, ela estava caída, provavelmente desmaiada. Mas esse era ainda o menor de seus problemas......

---"acorde, sua puta!"_ um e grito e uma palavra suja foi solta.

Sophia acordou assustada com a comoção, olhou em volta e percebeu que não estava em sua casa, entrou em desespero!onde diabos ela estava? Como tinha chegado ali? Quem a levou ali? Ela se perguntava sem parar!

---"vamos escrava o rei deseja vê-la!"_ o homem gritou novamente. Escrava? Como assim, ecrava? Quem aquele cara pensava que era pra falar assim?

---"está falando comigo?"_ela perguntou um tanto enraivecida.

---"ora sua vadia!"_mais palavras sujas_"com quem mais acha que estou falando? Vamos o rei quer lhe ver! Levante rápido,ou lhe puxarei pelos cabelos!!"_a raiva de Sophia era visível, ninguém a tratará assim em toda sua vida, como homem ousava se dirigir a ela de tal forma??!

---"Quem você pensa que é pra falar comigo dessa forma?por acaso sabe quem eu sou??!"_ela gritou com o homem! grande erro, probre Sophia, estava encrencada agora.

Um estalo foi ouvido, o rosto dela estava tão vermelho, as marcas da mão desse rapaz era visível a todos!

---"quem VOCÊ acha que é para falar comigo dessa forma?!"_enfatizando a palavra 'você' ele continuou_"Eu sou o guarda responsável por este lugar e você é apenas uma ecrava, nada a mais, então se ponha no seu lugar e trate de me respeitar, vadia!"_ Wow, Sophia estava tão enraivecida que podia chorar, mas ela não daria esse prazer a ele e permaneceu em silêncio.

---" se o rei souber que você bateu em sua escrava você estava serianente encrencado Child"_ a voz da mulher ecoou em grande repeencão. Ótimo mais alguém para mandar em Sophia!!

---"senhora?!Oque faz aqui?"_houve um traço de medo e respeito em sua voz."ela me desrespeitou,senhora o que eu poderia ter feito?"

---"o rei sabe bem como educar seus servos,Child!"_ a mulher não deixou que ele continuasse com a ladainha."venha garota, o rei deseja sua presença."

Sophia não entedia o que estava acontecendo, mas para sair dali ela acompanhou a mulher.

---"creio que você ja saiba o motivo dele lhe chamar, certo?"_a mulher perguntou. Agora que penso, ela deveria ter uns trinta anos, ainda parecia tão bonita, negra, cabelos cacheados e umas sardars na ponta do nariz, uma beleza invejável.

---"não.... Onde estamos? Por que estou aqui?"_a garota não pode conter sua curiosidade. A mulher que estava caminhado a sua frente, parou e Sophia quase esbarrou.

---"princesa, por favor, você sabe bem o por que de estar aqui!"_num tom de desgosto ela falou. A moça se assustou com isso.

---"princesa?como assim? E mesmo que fosse princesa, oque poderia eu ter feito de tão ruim para estár em uma cela como escrava?"_entusiamou-se.

---"você sabe o que fez! Não se faça de desentendida!!"_ela parecia irada com tais palavras da garota."mas caso você não se recorde deixe-me lembrá-la!você torturou nosso rei, usou e abusou de nosso povo, nós fez de escravos e agora está tentando se esquivar!! Voce pagara por Mia!!"_ ela estava visualmente desequilíbrada agora.

As lágrimas corriam pelo rosto de Sophia como cachoeira,quem era mia e como alguém poderia fazer tal barbaridade com um reino? Ela não tinha feito isso mas teria de pagar por isso? Apesar de arrogante Sophia não machucaria nem uma mosca! Ela ainda era tão inocente.

Vendo as lágrimas em seu rosto a mulher não conseguia esconder seu espanto.

---"já chega disso, o rei deseja vê-la e devemos nos apareçar!"_ela achava que tinha sido muito dura apesar de Mia ser muito culpada.

Sophia enchugou as lágrimas e voltou a seguir a mulher, que agora caminhava rapidamente.

Chegando a frente de duas portas grandes a mulher, disse a Sophia

---"a partir daqui você seguirá sozinha!! Só Deus sabe o que acontecerá agora!"_Sophia estremeceu, mas não deixou transparecer seu medo."meu rei, sua escrava o espera!"

---"deixe que entre!"_sua voz era máscula, mas tão fria, que fez Sophia estremecer ainda mais!

As portas se abriram e a jovem foi convidada a

entrar. Ela entrou de cabeça erguida como sempre fazia em sua agência, antes de parar ali, o que fez com que Arthur, ou melhor Rei Arthur, suspirace enraivecido. Em pé a sua frente Sophia não deixou transferecer seu medo e não deixou que o silêncio continuasse:

---"mandou me chamar?"_ela disse em bom som. Ele, que estava curvado sobre sua mesa, consertou sua postura e a olhou como se esperasse algo, mas vendo que não a levantou-se e caminhou até a jovem:

---"você sabe o que faz aqui,certo?"_os olhos dele brilharam em desprezo. Ele parecia tão bonito, alto,ombros largos, rosto escultural e olhos claros, apesar de seus cabelos e pele escura.

Sophia, por sua vez , permaneceu em silêncio.

O que irritou Arthur, que a pegou pelos cabelos e puxou para perto, fazendo com que sua cabeça forçasse a olhar para o teto do palacio.

---"não se preocupe, farei você sentir o que senti, e como você deve imaginar...."_fez uma pausa, elevou sua outra mão aos seios de Sophia, tocou-lhe um bicos e os apertaram, isso fez com que Sophia soltasse um gemido, ela se forçou a olhar para o rosto daquele homem, sentiu-se aliviada, mas também espantada vendo que não havia luxúria nem desejo em seus olhos, apenas desprezo e frieza. Ele susurrou em seu ouvido o que a assustou bastante!

Ouvindo perfeitamente bem o que aquele homem a dissera, ela temia por seu destino!!

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY