Baixar App hot
Início / Romance / Meu marido gigolô é podre de rico
Meu marido gigolô é podre de rico

Meu marido gigolô é podre de rico

4.9
1 Cap. / dia
468 Capítulo
2M Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

A família de Sheila queria que ela se casasse com um velho horrível. Furiosa, ela contratou um gigolô para atuar como seu marido. Ela não tinha ideia de quem ele era e só achava que ele precisava de dinheiro para viver. Um dia, quando ele tirou a máscara, ela descobriu que ele era um magnata. A partir daí, a história de amor deles começou oficialmente. Ele dava a ela tudo o que ela queria e eles viviam felizes. No entanto, algo inesperado aconteceu, colocando o amor deles à prova. Sheila e seu marido conseguiriam vencer essa tempestade? Venha descobrir!

Protagonista:

Sheila Jones e Shane White

Capítulo 1 Uma noite de erro embriagado

Sheila Jones se sentia como se estivesse em chamas, ansiando por algum tipo de alívio. Parecia que ela tinha dado um mergulho profundo em uma piscina cheia de lava ardente.

O peito firme de um homem se pressionou contra ela e, em resposta, ela arcou a coluna e sussurrou: "Niko, como você pôde se esquecer de mim tão facilmente? Sinto falta dos dias em que você ainda me amava."

Ao ouvi-la pronunciar "Niko", o homem estreitou os olhos um pouco e pressionou o corpo com ainda mais força contra o dela.

"Hmm..."

Enquanto a primeira luz do amanhecer se infiltrava suavemente pela janela, Sheila se mexeu e sua mão encontrou o peito ardente dele. Então, ao abrir os olhos após pestanejar várias vezes, ela se deparou um rosto extremamente atraente.

"Ei! Quem é você?! O que está fazendo na minha cama? O que está acontecendo? Por que você está aqui?", perguntou ela em uma sequência frenética.

Assegurando-se de que não estava presa em um sonho estranho e maluco, Sheila subitamente percebeu que estava nua debaixo das cobertas e soltou um grito de surpresa e choque.

Recostado na cabeceira da cama, Shane White a examinou de cima a baixo, observando detalhadamente as marcas vermelhas que a pele dela ostentava.

"Acho que uma pergunta mais acertada seria: o que você fez comigo?", respondeu ele com uma voz rouca e sensual. "Mal saí do elevador, você já estava se jogando sobre mim. Ninguém teria dúvida que era você quem estava desesperada, não eu."

Sheila agora sentia uma mistura de vergonha e raiva. Aquele homem arrogante teve a ousadia de a comparar com uma mulher da noite?! Sua raiva era tanta que ela ergueu a mão para tentar lhe dar um bofetão à moda antiga. No entanto, assim que ergueu a mão, o lençol escorregou para baixo, deixando-a completamente exposta.

Então, puxando o lençol em vez de esbofeteá-lo, ela o advertiu com um olhar severo: "Veja bem, o que aconteceu ontem à noite fica entre nós e essas quatro paredes. A partir do momento em que sairmos daqui, passamos a ser estranhos um para o outro. Você vai se arrepender muito se sequer insinuar alguma coisa sobre isso."

Depois de deixar suas regras claras, Sheila se abaixou, pegou suas roupas espalhadas pelo chão e se vestiu apressadamente.

Só de pensar que perdeu a virgindade com um cara aleatório, ela já ficou com seus olhos completamente marejados. Então, enxugando as lágrimas com as costas das mãos em um movimento rápido e cheio de raiva, ela se recusou a deixar que aquelas emoções a dominassem e expusessem seu lado mais vulnerável.

Mesmo assim, Shane percebeu a luta que se travava dentro dela e disse com uma voz suave: "É óbvio que a noite de ontem não foi planejada, mas se você quiser, posso fazer de você uma mulher honesta."

"Você quer dizer que poderíamos nos casar?!" Sheila não conseguia esconder sua incredulidade e indignação com aquela proposta. Com os olhos faiscando, ela retrucou: "Sou tão atraente?! Parece que uma noite não basta para você. Será que quer ainda mais noites comigo, mas com um anel em meu dedo?! Pare de sonhar!"

Quanta audácia daquele homem! Ela se sentia como se estivesse em uma comédia de mau gosto, com um enredo pervertido.

Shane, que não esperava por aquela reação, foi pego totalmente de surpresa. Afinal, ao longo de toda sua vida, as mulheres praticamente faziam fila longuíssima para ficar com ele, sem que ele nunca tivesse que assumir algum compromisso. E agora, ele estava oferecendo justamente isso, mas essa mulher recusou?!

Ao terminar seu ritual matinal de se vestir, Shane pegou um cartão de visita com detalhes em alto relevo dourado do bolso e deixou-o sobre a mesinha de cabeceira.

"Bem, aqui você tem minhas informações de contato. Então, se mudar de ideia, é só me contatar."

Assim que ele se foi, Sheila foi direto para o banheiro e se afundou na banheira, esfregando as marcas em sua pele como se, com isso, pudesse fazer com que a situação toda desaparecesse. Para ela, o mundo agora parecia um pouco mais tenebroso do que antes.

Na noite anterior, ela tinha ido para uma festa da família onde sua meia-irmã lhe ofereceu uma taça de vinho. Pouco depois de beber o conteúdo daquela taça, ela perdeu a consciência. Agora, ela não conseguia se lembrar de nada.

Embora estivesse plenamente ciente de não ser uma pessoa muito resistente ao álcool, o consumo de apenas um copo de vinho não deveria ter provocado aquele efeito todo. Assim, ela só conseguia pensar em uma explicação para isso: Rita provavelmente tinha feito alguma coisa com aquele vinho!

Seis meses atrás, Niko Evans, o homem com que Sheila tinha estado por dois anos, sofreu um grave acidente. Quando finalmente recobrou a consciência, não se lembrava mais dela e nem do relacionamento que tinham. Para piorar a coisa ainda mais, ele acabou se apaixonando perdidamente pela meia-irmã dela, Rita.

Sheila tinha tentado de tudo para fazer com que ele se lembrasse do tempo que passaram juntos, mas nada funcionou. Consequentemente, ela acabou sem nada, já que parecia que Rita tinha tirado tanto o seu grande amor quanto a sua família.

Mas o que aconteceu na noite anterior foi a gota d'água e ela não deixaria aquilo passar despercebido. Com essa determinação em mente, assim que terminou o banho, ela pegou um táxi de volta para a casa da família Jones.

Ao chegar, ela percebeu o estranho silêncio que dominava a casa, principalmente àquela hora da manhã. Seguindo em direção à sala de estar, quando estava prestes a entrar, ela ouviu as vozes de sua madrasta e meia-irmã, conversando.

"Mãe, perdemos uma oportunidade de ouro ontem à noite! O cara acabou não filmando a Sheila enquanto eles estavam, sabe, juntos. Ah, se ele tivesse! Poderíamos mostrar o vídeo para Niko e, com certeza, ele nunca mais ia querer saber dela."

Então, uma outra voz, com um tom debochado, entrou na conversa. "Você não precisa se preocupar com isso. Com ou sem vídeo, Sheila deixará de ser um problema entre você e Niko."

Aquela declaração deixou Rita visivelmente confusa.

Sua mãe, Paula, riu baixinho e falou: "Você se lembra do Timothy? Ele estava na festa ontem à noite."

"Timothy Green? Aquele homem velho e meio estranho? Ouvi dizer que ele já foi casado seis vezes e que nenhuma de suas esposas viveu contar alguma coisa. Parece que ele agora está buscando a coitada da sétima esposa."

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY