Baixar App hot
Início / Bilionários / Entre Duas Vidas
Entre Duas Vidas

Entre Duas Vidas

5.0
140 Capítulo
51.1K Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Uma história erótica com temática BDSM! Uma sub nada convencional que se declara ser uma Brat/Prey e que encontra um dominador que não gosta de ser desafiado e outro que adora testar os limites de suas subs! ----- Uma mulher de 22 anos que resolve vender sua virgindade para ganhar dinheiro e ter liberdade financeira para fazer o que quer... Mas vai descobrir que ser desafiadora pode trazer punições, deliciosas punições. ___________ Os lances começaram a subir mais rápido desta vez e logo chegou no ponto em que este primeiro vestido sairia, puxei o ziper que tinha do lado. Os lances haviam parado e só recomeçariam quando eu tirasse o vestido, o fiz lentamente até revelar o terceiro vestido e deixar mais espaço para imaginação. Quando os lances recomeçaram um homem entrou em cena, ele tem pele negra, está vestido com um terno cinza risca de giz, na mão dele estava uma coleira em couro negra, com um padrão intricado que lembravam escamas. Ele se aproximou e então colocou a coleira ao redor do meu pescoço. A partir de agora eu precisaria lutar contra tudo o que faz eu ser eu, que é me submeter a outra pessoa, fosse homem ou mulher, abaixei o olhar e respirei lentamente. Não foi preciso uma ordem em voz alta, apenas um leve puxão para baixo e eu sabia que precisava me ajoelhar. Foi o que fiz, com calma, ou pelo menos com a calma que eu consegui reunir, fechei os olhos ao sentir a mão dele acariciando minha cabeça como se eu fosse um animal de estimação. Eu queria gritar para ele parar, queria segurar a mão dele e jogá-lo no chão, mas não era esse o jogo que estava fazendo. Ainda assim tenho certeza que parte da minha briga interna deve ter transparecido porque escutei alguns comentários sobre o assunto __________

Capítulo 1 O inicio do Leilão

Helena POV

Respirei fundo, eu tinha escolhido aquilo, então eu não podia reclamar. Quanta coragem é preciso para se vender? Bom, não apenas isso, mas vender algo que muitos acreditavam ser sagrado. Sinceramente? Eu nunca fui uma pessoa romântica, já tive minhas porções de amores e minha porção de namorados, mas nenhum deles chegou às bases finais.

Eu tenho 22 anos e sou virgem, estranho? Talvez, mas assim, sou virgem apenas porque não deixei nenhum cara me penetrar, seja na buce.ta ou no c.u, só por isso, porque já fiz várias outras coisas.

Mas estou divagando, provavelmente para tirar minha mente do que vai acontecer em pouco tempo, em 20 min meu nome vai ser chamado e eu vou ter que me apresentar em um palco, mostrar cada parte do meu corpo e então os lances vão começar. Este não é um leilão de apenas virgens, mas uma das coisas que vai chamar atenção dos compradores é eu ser virgem.

Estou precisando de dinheiro, não exatamente para uma faculdade já que eu faço faculdade federal, não tem ninguém na família doente, já que bem, eu abandonei minha família há vários anos atras, antes mesmo de eu fazer 18 anos.

Eu só quero dinheiro para começar minha própria empresa e não precisar depender de fazer empréstimos ou ficar dependendo de um sócio. Eu quero minha liberdade financeira, eu quero parar de trabalhar para outras pessoas e começar a trabalhar para mim mesma. Alguém como eu não consegue ficar rica de um dia para outro sem ganhar na Mega-Sena e bem, a sorte nunca me agraciou.

Olhei-me no espelho, meus cabelos são pretos com mechas roxas na parte de baixo, eles chegam até meu ombro, são lisos, mas as pontas estão encaracoladas. Eu tenho olhos de cores diferentes, um de um tom verde claro e outro de um cinza azulado, é uma doença rara, mas que me deixa ainda mais bonita, meu nariz é fino naturalmente, minhas sobrancelhas estão feitas, minha maquiagem foi feita para lembrar uma sereia, já que as sombras vão de um roxo para um azul e verde com detalhes de escamas em minhas bochechas. Meus lábios estão com um batom em degradê também, que vão de um vermelho intenso para um vinho escuro.

Meu corpo está coberto por uma capa de tom azulado e roxa que me cobre por completo, não deixando ver quase nada de meu corpo. Estranho né? Mas faz parte do show, a revelação viria aos poucos, por baixo estou usando outras camadas de tecidos, um vestido bem mais solto e mais largo em tom roxo escuro e roxo claro, que é aberto pelo lado direito. Em baixo dele contém um outro vestido mais justo em tom azulado, que deixa ver melhor as curvas do meu corpo, ele abre nas costas, de forma que eu consiga abrir sem precisar de ajuda. Então vem mais uma camada de um espartilho em tom prateado, feito de couro e renda mais grossa, ele cobre toda a parte de cima, deixando torneados meus seios e minha cintura, enquanto para baixo tem uma meia calça preta com desenhos de escamas que quase não deixa ver a pele por baixo e agora dá para ver meu salto alto prata.

Este espartilho abre pela frente em pequenos ganchos, ao retirar eles dá para ver finalmente minha pele. Eu tenho uma pele clara, sem manchas, meus seios não são grandes e nem pequenos, são de um tamanho médio, minha cintura não é tão fina assim e minhas pernas são mais grossas, tenho o que muitos dizem corpo violão. Não tenho vergonha dele, afinal de contas eu faço valer esse corpo, não que eu fique fazendo dietas, mas eu faço bastante exercícios.

Meus seios estão desenhados com escamas brilhantes, assim como parte da cintura que desce em V em direção ao meu se.xo que está depilado por completo e parte da minha perna no interior, desce até o tornozelo.

Essa é uma pintura especial que não sai tão facilmente, usada por muitas prostitutas e acompanhantes de alto luxo e que gostam de se fantasiar, afinal tem muito cliente que curte isso. E estou contanto com isso.

Você pode me perguntar porque eu não sou uma modelo, eu te respondo, porque não quero. Meu corpo é meu para eu fazer o que eu quiser, ser modelo é deixar as pessoas te falarem o que fazer, o que vestir e como se mostrar.

“Sua vez! Está preparada?” Escutei a voz de um homem e olhei pelo espelho e concordei com a cabeça. “Então vamos.”

Respirei fundo, me virei e comecei a andar para fora daquele camarim, arrumando a capa por cima da roupa.

“Item 42.” Uma voz feminina ecoou e então caminhei até o palco que é o único realmente iluminado, todo o restante está escuro o suficiente para eu não conseguir ver o rosto dos compradores, uma forma de proteger a identidade deles.

“Mulher jovem de 22 anos e atestada por 5 médicos como virgem.”

Eu posso sentir a atenção de todos se voltando para mim, vários murmúrios baixos e alguns mais altos reclamando sobre eu estar completamente vestida, mas apenas sorri de canto. Eu estava nervosa, mas não vou dar o gosto a ninguém de me ver tremendo de medo, mesmo que no fundo eu estivesse.

“Está disposta a passar 5 dias com o comprador e fazer o possível para cumprir suas fantasias sexuais, desde que isso não a machuque permanentemente ou que ultrapasse os limites impostos no formulário.”

Sim, eu fiz algumas exigências, porque eu sou virgem, mas não sou inocente. Estamos em 2022, todo mundo já leu 50 tons de cinza e eu conheço alguma coisa sobre BDSM, então nada de fezes para mim ou outras coisas grotescas do gênero. Vai saber quem vai me comprar, então preenchi um formulário com coisas que são proibidas, de resto não me importo, levar chicotadas, apanhar de cinto, com mão, vela, ser amarrada, duplas penetração, entre outras coisas estão permitidas.

Sei que muita gente gosta da ideia da garota inocente que vou ensinar tudo e haviam me falado para me vender assim, mas prefiro muito mais desta forma, assim consigo me proteger bem. O pessoal que cuida desses leilões são bem sérios, eles acompanham as vendas humanas, tanto dentro do prazo das vendas quanto depois para saber se tudo deu certo. Bom, tinha que ser assim, afinal de contas a taxa é de 50% do valor que eu for vendida.

Em lugar como o meu, algo assim no Brasil é quase impossível, mas as pessoas que estão envolvidas não são apenas brasileiras e eles não querem se envolver com tráfico de pessoas ou alguma coisa assim. Sei que alguns anos atrás a empresa foi alvo de investigação internacional, então eles tomam muito cuidado com toda essa situação. E eles não fazem leilões todos os anos no Brasil, apenas algumas sessões especiais, como a que estou agora.

“Conforme os valores atingirem certos patamares a senhorita 42 vai revelar mais de seu corpo, claro que vocês tem fotos dela em seus aplicativos, mas ver ao vivo apenas quando atingirem os valores.”

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY