Baixar App hot
Início / Romance / Meu amado babyboy
Meu amado babyboy

Meu amado babyboy

5.0
1 Capítulo
232 Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Sinopse provisória. Duas histórias com temas diferentes em primeiro momento temos uma mãe,que é muito preucupada com sua família que acaba por conseguir um emprego e conhecerá um homem que vai poder realizar todas suas fantasias e desejos. Em segundo momento temos um filho dedicado e fofo que conhecerá o amor de uma forma inusitada e viverá uma deliciosa aventura.

Capítulo 1 Prólogo.

Bom dia pessoal.

Olá pessoal trouxe para vocês este primeiro volume desta saga bdsm.

Então nesta Nota vou informar um pouco sobre a fic então assim podem decidir prosseguir ou não com a leitura.

1° as cenas de bdsm ou seja os hots vão ser levemente pesquisados.

2° os capítulos serão postados uma vez por semana devido ao tempo em que posso estar dedicado a esta história. Caso haja imprevistos eu posto assim que der.

3° vou tentar ter alguém para me ajudar com a betagem para a história não ser tão pouco aproveitado.

E me causa dor de cabeça. Espero que gostem boa leitura.

♡♡♡♡♡

Helena Almeida .

Helena olhava pela décima vez as contas enquanto passava a mão em seus longos cabelos ondulados e ruivos.

—Droga! —Exclamou a si mesma tentando se acalmar se pelo menos,não tivesse sido despedida, de seu último trabalho como garçonete. Afinal aquele trabalho era muito difícil aturar clientes bêbados,e abusados que sempre a cantavam ou tentavam passar a mão no corpo dela só de pensar já sentia nojo,desprezo,e um ódio enorme subir pela garganta.

Mas preferiu esquecer aquilo no momento, enquanto olhava as contas revisando os valores não percebeu que seu filho estava ali parado à sua frente.

—mamãe as coisas não vão nada bem, não é mesmo?—perguntava um Daniel preocupado com uma expressão de preocupação no rosto.

A ruiva levantou os olhos para olhar para seu filho não queria o preocupar mas,infelizmente não conseguia mentir,não para ele.

Então contou a verdade ao moreno*a contragosto.

—Infelizmente as coisas não vão bem, não sei se vamos ter como pagar as contas. —lamentou a mulher, evitando olhar para seu filho com vergonha por o decepcionar.

Sempre foi um exemplo organizado e nunca deixou de pagar nada ensinando aos três filhos a nunca dever ninguém.

Daniel estava muito triste e se preocupava com a mãe então falou com tranquilidade se lembrava do dinheiro que tinha guardado para emergências.

— Tenho um dinheiro guardado, podemos pagar as dívidas com ele...—falava Daniel mas foi interrompido por sua mãe.

—não. O dinheiro que você guardou deve gastar com você meu filho não posso lhe impedir de realizar seus planos. — Falou a Almeida com firmeza e seriedade.

O clima de tensão e tristeza que estava ali foi quebrado quando os dois irmãos de Daniel chegaram.

—boa tarde família—Falou Sam o mais alegre dos três,com um sorriso no rosto ele foi acompanhado por Alfred que também sorria.

—boa tarde—responderam os dois ao mesmo tempo e logo sua mãe perguntou com curiosidade o motivo da alegria dos filhos que sorriam com muita serenidade.

—o que aconteceu aos meus anjos?—Helena perguntou e aguardou a resposta de seus filhos que logo responderam.

—conseguimos um emprego e talvez um até para você mamãe.— Falou Alfred

Tanto Daniel quanto Helena ficaram impressionados os dois conseguirem um emprego o que ajudaria a solucionar o problema com as contas.

—qual a área que vão trabalhar?— perguntou Daniel com curiosidade, voltando sua atenção aos irmãos que demoravam a responder.

Sam respondeu primeiro após quase uma hora de silêncio na sala.

— Vou trabalhar como secretário na empresa novak house, uma das melhores empresas de tecnologia. —Falou sorrindo Sam deixando os presentes ali surpresos.

Alfred por sua vez não ficou atrás e contou onde iria trabalhar e em qual área seria.

— Vou trabalhar como personal trainer em uma academia no centro da cidade.—falava Alfred, sorrindo enquanto olhava para sua mãe que estava contente com as novidades.

Helena se levantou da cadeira e logo foi ao encontro dos filhos e os abraçou forte a ruiva se sentia muito feliz por ter filhos tão maravilhosos.

(...)

Rafael Castro

Rafael Castro estava em sua sala olhando alguns papéis importantes para finalmente ir embora quando seu celular tocou.

Ligação on…

— O que aconteceu Carlinhos tiel?—Perguntou Rafael Castro preocupado com seu filho e aguardava Carlinhos tiel,falar mas pelo que podia ouvir Carlinhos tiel,estava com a respiração ofegante o que ele podia imaginar era que seu filho estava em problemas.

—pai eu me machuquei e infelizmente bati o carro sinto muito pai e...— Carlos foi impedido de falar por começar a soluçar e chorar. Rafael sempre foi um pouco frio e às vezes até arrogante com os filhos mas com Carlinhos era um pouco mais.

— Você está bem, meu filho? Me responde Carlos Rafael —Falou um pouco irritado em seu tom de voz e logo o outro respondeu.

— Sim pai só tive uns arranhões mas tô bem.Pai o senhor não vai me bater vai ?—Perguntou com medo o mais novo com receio .

Mas a resposta de Carlos não veio a não ser quando o mais velho desligou o telefone.

Ligação off

Castro andava de um lado para o outro como se procurasse uma resposta para o seu problema.

"Gatoto burro acha que tenho tempo para ficar comprando carro a todo momento já é o 5° que bateu e o motorista idiota onde estava." Pensava com raiva o moreno pegando o seu paletó e saindo de sua sala.

No caminho ele seguiu direto para o elevador a passos,mais que apressadamente,e com raiva quem o visse preferia não atravessar seu caminho.

Após entrar no elevador e apertar o botão no painel da recepção e aguardar impaciente o elevador abrir ficou feliz quando o seu destino chegou.

O barulho de um click feito pelo objeto anunciando estar aberto tranquilizou o homem que saiu passando pela recepção e passando pela porta giratória de vidro.

Do lado de fora Gabriel esperava seu patrão e após ele chegar até o carro abriu a porta do carro para ele e deu a volta alguns segundos depois de seu chefe fechar com raiva a porta.

—Vamos para Carlinhos. —Falou com frieza e Gabriel não falou nada, apenas dirigia sem nem olhar para seu chefe, sabia que ele estava de péssimo humor.Preferindo não irritar ainda mais.

Continua semana que vem desculpe mas não dei uma revisada ainda. Bom e isto por esta semana até semana que vem.

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Mais Novo: Capítulo 1 Prólogo.   11-24 22:03
img
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY