Baixar App hot
Início / Fantasia / Renascimento do Deus Marcial
Renascimento do Deus Marcial

Renascimento do Deus Marcial

4.8
1 Cap. / dia
2777 Capítulo
361.9K Leituras
Ler agora

Sinopse

Índice

Austin travesseu o tempo da era moderna pro antigo mundo marcial principal , ele percebeu que seu corpo se tornou mais jovem no momento que acordou. No entanto, o jovem corpo que ele possui era um idiota miserável, que chatice! Mas isso não importa, pois sua mente é clara e inteligente. Possuindo esse corpo mais jovem e mais forte, ele lutará para se tornar o Deus das artes marciais e governará todo o mundo marcial!

Capítulo 1 Recuperando a sanidade (parte um)

Violet Orchid Empire, Montanha do Sol, Seita do Sol.

As Montanhas do Sol eram uma das principais cadeias de montanhas do território do Império das Orquídeas Violetas. A base da Seita do Sol estava localizada na Montanha do Sol, pois era o pico mais alto.

No sopé da Montanha do Sol havia uma grande área cheia de casas geminadas. Estes estavam espalhados pelo terreno plano. Essa área residencial era onde moravam os discípulos da Seita do Sol.

Foi uma manhã fresca e agradável. O sol havia começado a aparecer por trás do horizonte oriental. O céu parecia tão fresco e limpo como uma rosa que floresceu após uma chuva a noite toda. Os raios fracos e macios do sol brilhavam fraca e ternamente sobre as casas geminadas dos discípulos rosnados.

As montanhas, as casas e as árvores que estavam chegando estavam cobertas pela luz do sol recém-nascido e pelo ar fresco e fresco da manhã. Um pouco longe da área residencial dos discípulos rosnados, em um canto isolado no pé da montanha, havia uma pequena cabana em ruínas.

Um jovem gordinho caminhou em direção a uma cabana do bosque. Ele parecia ter cerca de dezesseis ou dezessete anos de idade. Com os pães no vapor em cada uma das mãos que já estavam frias e duras, ela se dirigiu para a cabine. Quando ele alcançou, ele chutou a porta e entrou.

O espaço dentro da cabine era mínimo. A sala estava quase vazia, pois o jovem tinha muito pouco.

Uma mesa descolorida, uma cadeira de madeira trêmula e rachada e uma cama eram os únicos móveis da sala.

O jovem robusto colocou os pães na mesa e caminhou até a cama.

Um jovem inconsciente estava deitado na cama. Seu rosto estava pálido, sua respiração era profunda e lenta e suas roupas estavam rasgadas e desiguais.

Suas roupas estavam cobertas de manchas de sangue pelas muitas brigas em que ele estivera. Ele também tinha cerca de dezesseis ou dezessete anos, mas havia algo nele que o fazia parecer mais velho. O cheiro de sangue pairava no ar.

O jovem robusto se chamava Evan. Era um discípulo rosnado da Seita do Sol.

"Estanho? Estanho? "

Evan gritou enquanto tentava acordar o jovem na cama. No entanto, o homem não respondeu. Seus olhos permaneceram fechados enquanto ele continuava perdido em seu mundo inconsciente.

Evan era um cara muito rude e vulgar. Ele era o tipo de pessoa que sempre seguiria suas emoções e nunca pensaria ou consideraria suas ações.

Vendo que seu amigo ainda não estava se mexendo, ele se sentiu desconfortável e preocupado. Agitado, Evan andava de um lado para o outro no pequeno espaço da sala. Alguns momentos depois, ela voltou para a cabeceira e tentou acordar o outro homem mais uma vez.

"Lata, por favor acorde! Você está me assustando muito. Hoje é o terceiro dia e você ainda está inconsciente. Você vai morrer assim? Em uma idade tão jovem, quando você tem tantas coisas para ver e quando não realizou seu sonho?

Você já se importou comigo? Se você morrer, eu estarei sozinho na Sun Sect. Não terei um único amigo para conversar. Você não pode ser tão egoísta. Acorde por minha causa e pela sua, ok? "

Lágrimas brotaram em seus olhos como água fluindo de uma fechadura aberta. Evan continuou com essa voz rouca e quebrada, "Tin, você costumava me proteger. Com você ao meu lado, ninguém se atreveu a me intimidar ou me humilhar. Foi você quem sempre se levantou e ensinou essas lições bastardas. Eu sempre me perguntei que coisas boas eu tinha feito para ganhar um amigo incrível como você.

Mas quando outras pessoas o perseguiram, eu não pude fazer nada. Que amigo inútil eu sou para você! Eu devo ter te decepcionado muito. Sinto muito, amigo. Por favor não morra! Por favor, não me deixe em paz! "

À medida que a dor em seu coração se intensificou, a reação de Evan mudou gradualmente de soluços para lamentos.

O som de seu grito era tão alto no espaço pequeno e confinado da cabana que o telhado de palha parecia tremer com seu uivo.

"Tin, não tenho intenção de viver neste mundo se você morrer. É tudo por causa desses bastardos. Espere, amigo, eu vou matá-los. "

Depois de dizer isso, Evan se virou e correu para se vingar.

Sempre foi assim. Impulsionado por seus sentimentos, Evan faria o que lhe ocorresse imediatamente.

No entanto, quando ele estava prestes a sair, seus ouvidos captaram o som do outro homem resmungando em descontentamento.

"Que barulho é esse? Oh meus ouvidos! Eu sinto que estou ficando surdo!

Quem está fazendo aquele som horrível? O homem na cama franziu o cenho para o grito de Evan.

Evan parou imediatamente e se virou.

Ela viu o homem na cama levantando o braço fracamente no ar e tentando agarrar algo. Evan correu de volta para a cama de madeira e apertou a mão levantada com a dele e exclamou animadamente: "Lata! Sou eu, Evan. Como se sente?"

Estanho? Faz tanto tempo que alguém me chama por esse nome.

O nome trouxe de volta memórias de sua vida passada. 'Sim, eram eles. Somente os amigos que jogavam basquete comigo quando eu estava na escola me conheciam e me chamavam por esse nome.

Austin se afastou gradualmente de suas memórias e se concentrou no presente. Ele sentiu uma pontada de dor na testa enquanto tentava se mover. Ele não se atreveu a pensar mais.

Ele abriu os olhos lentamente. A luz do sol penetrou através das rachaduras no telhado de colmo e se espalhou por seu rosto. Austin estreitou os olhos e tentou se lembrar de onde estava. Ele olhou ao redor da pequena sala surrada.

Austin ficou surpreso com a surpresa. 'Onde estou?

Como eu acabei em uma cabana tão velha? Quem me trouxe aqui? Estou sonhando? Que lugar é esse? A mente de Austin sinceramente procurou respostas para suas perguntas. Ele fez uma careta quando o esforço piorou a dor de cabeça.

Austin era um funcionário comum de uma empresa na bela e próspera cidade costeira de S, que pertencia à nação Cathay.

Depois de se formar na faculdade, Austin chegou à cidade de S com sua namorada. Eles queriam continuar suas carreiras e começar sua vida juntos na cidade de S como um novo capítulo.

Depois de alguns anos de trabalho dedicado, Austin foi promovido a partir de seu trabalho como vice-diretor do departamento de vendas. A promoção foi um evento alegre, pois inevitavelmente trouxe esperança e mais entusiasmo ao seu espírito. Ele trabalhou mais do que nunca.

No entanto, as coisas não foram tão tranqüilas quanto o esperado. Um incidente repentino e horrível atingiu sua carreira vertiginosa.

Continuar lendo
img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.
Baixar App Lera
icon APP STORE
icon GOOGLE PLAY