Baixar App hot
Histórico
img img Romance img Dei a volta ao mundo até encontrar você
Dei a volta ao mundo até encontrar você

Dei a volta ao mundo até encontrar você

img Romance
img 10 Capítulo
img 436 Leituras
Autor: Branquinha
5.0
Ler agora
Sinopse | Índice

Reencontro depois de 10 anos: Um Domingo de Carnaval, levei meus filhos wellyson e Wallacy para o clube ASSEDUC, banho de piscina, dançar, fazer novas amizades, domingo com a família. Minha mãe estava trabalhando como ajudante de cozinha do clube, ela também estava com o marido Carlos, meus irmãos Rayssa e Júnior, e meus primos Marlon, Matheus e Monick. Tinha um cara com quem ficava, Regis, não era nada sério,mas tinha uma química incrível com ele,e eu acho que estava me apaixonando,se continuasse acabaria juntando os trapos com ele, eu o convidei pra ele conhece minha mãe, e para me aproximar da filha dele a ketteley, de quem eu gostava muito, menina doce e Gentil. Um dia antes ganhei de presente de aniversário duas garrafas de whisky white house, que levei para beber com Regis e mamãe no clube, me divertir bastante com meus filhos e com Regis, brinquei bebi e dancei. Bebi quase sozinha as duas garrafas de whisky e fiquei bastante alterada porém consciente; chegando ao fim da tarde, o local já estava quase fechando, já havia poucas famílias, então decidimos ir embora todos juntos porém descemos em lugares diferentes. Chegando em casa com meus filhos dormindo os coloquei na cama, e fui tomar banho, eu ia dormir, mas saindo do banho minha irmã Bruna queria que eu a levasse no bloco de Carnaval, no começo não queria ir, pois tinha marcado dois encontros, como estava solteira decidir pegar geral, só que havia desistido de ir encontrar com os garotos, um de cada vez é claro, mas por fim ela me convenceu a levá-la, pois a nossa mãe confiava em mim, então saimos para o ponto de partida do bloco carnavalesco, mas chegando lá o bloco já havia partido, decidimos então procurá-lo, mas não encontramos, então estávamos voltando para casa, quando avistamos no começo da rua que o bloco acabara de entrar na rua da nossa casa. Minha irmã Bruna disse : _Mana, vamos esperar aqui, no canto, e quando chegar perto nos metemos no meio do povão. Eu disse : _esta bem, vamos esperar aqui! Onde ficamos aguardando, era um antiga sorveteria que havia fechado há alguns anos, portanto era um pouco escuro. E por fim, o bloco chegou, esperamos passar um pouco para acompanhar, e quando eu estava no meio fio, avistei alguns conhecidos, inclusive minha mãe, e quando ia começar a andar, um rapaz com a camiseta do bloco, parou bem na minha frente e disse : _Até que fim mulher nos encontramos! Ele disse me olhando nos olhos. Eu olhei pra ele dos pés a cabeça, meia embriagada devido a enorme quantidade de whisky que havia tomado mais cedo. Então disse : _Desculpe, mas te conheço? Ele sorriu e quando vi o sorriso, me lembrei, mesmo com aparelho nós dentes, o sorriso era belo, ele era forte com músculos a mostra, um colírio para os olhos. _ Você é o Wellington né? Ele disse: _ Sim, conversamos pela rede social FB, marcamos de nós encontar mas nunca deu certo. Ele pegou minha mão e me convidou a acompanhar o bloco junto a ele e seus amigos, então eu fui. Comecei a beber cerveja com ele, e me divertir, então ele passou a mão pela minha cintura, e eu sentir um leve ardor, que dois dias antes havia feito uma tatuagem, e estava um pouco dolorida. Eu mostrei a ele a parte da tatuagem que estava a mostra, eu estava vestindo uma legging roxa com uma camiseta de fios com pouco tecido que deixava a mostra o sutiã. Ele olhou a tatuagem e então eu abaixei mais a legging, pra deixar a Mostra minha calcinha fio dental, ele levantou a cabeça e sorriu timidamente, e eu rir com um sorriso malicioso. Então a carretinha de som que estava puxando e animando o bloco começou a tocar um brega marcante de que era auge no momento, e o DJ disse: _ Levanta a Mão quem está solteiro (a) hoje e vai beijar muito na boca. Eu levantei a mão quase que imediatamente e olhei pra ele, que abaixou a cabeça e sorriu. _ tem alguém de coragem aqui, e beija a pessoa que você quer beijar. Olhei pra ele e ele me olhou de volta, eu sabia que ele queria me beijar, mas não arriscou por ser um pouco tímido, então tomei a iniciativa, puxei pelo pescoço envolvendo com meus braços, e o beijei, com fogo, atração e paixão, mostrando tudo que sabia, o beijo foi demorado e profundo de tirar o ar, e acender a chama da paixão e desejo. Leia e continue nessa romântica fantasia

img Baixe o aplicativo para ver mais comentários.