img Galatéia  /  Capítulo 1 Prólogo  | 3.13%
Baixar App Lera
Histórico
img
Galatéia
Autor: Arte
img img img
Capítulo 1 Prólogo
Palavras: 622    |    Lançado em: 12/05/2021

Era uma vez um reino muito, muito distante do mundo humano. Ao contrário do que a maioria das pessoas acham, esta não é uma história para crianças, portanto certifique de que elas estejam dormindo e bem longe desta leitura antes de prosseguir.

O mundo dos seres místicos era diferente quando se tratava de casamento. O rei planejava se casar, contudo ele teria que fazer um exame, cujo ele teria que chamar dois ou apenas um de cada espécie para comparecer ao palácio obrigatoriamente. Nisso, todos teriam que participar dos duelos; um verdadeiro espetáculo para os seres que viviam tantos séculos e estavam com tédio.

Ao contrário dos humanos, os místicos não consideravam isso horripilante. Todos adoravam o jogo que envolvia a vida de outros. Para eles, mostrar vulnerabilidade demonstrava que você não estava mais apto a viver no mundo deles, assim sendo todas as batalhas travadas alí seriam uma oportunidade para mostrar sua força, então você conquistaria respeito em meio aos nobres consequentemente também o coração do rei Azhill.

Há muito tempo o mundo deles haviam sido governados separadamente, entretanto depois da guerra em que os vampiros venceram, Beron acabou se tornando o rei de todos os outros seres e assim persistia depois de mil anos, contudo os de elite que comandavam acima dele, queriam que ele se casasse, mas a futura rainha teria que ser forte. Fraqueza não era uma opção para qualquer um que habitava naquelas terras, por isso o torneio era tão importante. O respeito e os prestígios não vinha só de quem ganhará, mas para todos que tinham a mesma linhagem ou que fosse simplesmente da mesma espécie.

— Senhor, os convites já foram enviados por todo o reino — seu servo estava curvado, esperando que o rei desse mais uma de suas ordens.

— Sereias estão incluídas nisso?— perguntou, mesmo já sabendo da resposta.

— Elas fazem parte da Elite, senhor. A rainha das águas já confirmou sua presença.

— Tsc — a carraca em seu rosto se intensificou. — Portanto se certifique que os guardas estejam sempre de olho nela, inclusive quero que Illis seja seu servo e me conte todos os seus passos.

— Mas senhor, isso é contra as regras...

— Faça o que eu mando! — rosnou. — não se esqueça que eu as criei, então também as posso quebrar — seu servo suava frio.

— Estou indo fazer isso agora mesmo. — curvou-se novamente. — Com sua licença — se retirou as pressas.

Não era segredo para ninguém o fato do rei repudiar seres das águas desde a morte de sua mãe, quando foi morta de forma brutal por um deles na guerra. Ele estava preparado para tudo naquele ano, afinal, era guerra. Contudo, quando viu a cabeça de sua mãe sendo arrancada do corpo por um tridente, percebeu que de fato fora um tolo e que não estava nem de longe preparado para a ver morrer na sua frente sem poder fazer nada.

Cerrou os dentes, suas mãos se fechando em punho sob os braços do trono em que estava sentado.

Ele não podia fazer nada sobre a aberração que estaria em seu palácio daqui algumas horas. O fato de ela ser da Elite o preocupava, por algum motivo que não fosse o casamento, a estavam enviando e se de fato ele precisasse se casar com ela, ele faria seus anos viva serem execrável. Ou talvez ele nem tivesse esse trabalho todo, já que sereias sendo de elite ou não, são pateticamente fracas fora da água. Embora todas pudessem usar magia, raramente aparecia uma que soubesse realmente sobreviver.

Estava óbvio até demais que o peixinho no castelo seria estilhaçado, se não fosse pelo rei, que fosse por suas candidatas a esposa.

Anterior
             Próximo
img
img
img