img (Morro) AMOR DE INFÂNCIA  /  Capítulo 1 1  | 1.39%
Baixar App Lera
Histórico
img
(Morro) AMOR DE INFÂNCIA
Autor: Palomakemm
img img img
Capítulo 1 1
Palavras: 706    |    Lançado em: 10/08/2022

Fabiana narrando

Hoje era o dia em que eu e Felipe comemoramos dois anos de casamento. Eu tinha arrumado à mesa inteira, eu queria tentar algo diferente, até porque eu só tinha ele. Tento passar uma maquiagem no rosto para disfarçar algumas marcas que ainda estava ali.

Ele tinha chegado apenas cansado e extressado do serviço na aquela noite, ele nunca tinha feito isso, nunca tinha encostado em mim, ele nunca tinha sido capaz de fazer isso, ele sempre disse que me amava. Ele tinha jogado meu celular na parede e prometeu que compraria outro , assim ele fez , ele me deu um celular inferior do que eu tinha.

Eu e Felipe se conhecemos quando fui fazer estágio na delegacia, ele era delegado e eu era secretária, nos conhecemos, nos apaixonamos, namoramos , noivamos e nos casamos , como um conto de fada, ele esteve ao meu lado quando a mamãe morreu e sempre me protegeu de tudo, ele era como um ponto de paz para mim, fazia de tudo por mim, me dava tudo oque eu precisava, e sempre dizia que eu era a mulher da vida dele, às vezes ele chegava cansado, extressado, descontava em mim com as suas palavras rudes e suas ignorância, mas eu já tinha aprendido a conviver com isso e não dava muita bola para ele.

Às vezes nada estava bom para ele.

- Boa noite -Ele fala entrando dentro de casa.

- Boa noite meu amor - Eu falo para ele sorrindo e seus olhos param na mesa.

- Eu já jantei - Ele fala - pode desarrumar tudo isso, você sabe que não suporto o cheiro dessas velas perfumadas e inssiste em usar elas.

- Mas eu só quis arrumar porque hoje - Ele me interrompe

- Fabiana eu já mandei você desarrumar a porcaria dessa mesa e desligar essas velas - Ele fala me encarando - Qual é o teu problema? Olha a hora que é?

- Eu sóquis fazer uma surpresa - Eu falo

- Eu odeio surpresas - Ele fala puxando a toalha da mesa e jogando tudo no chão - Eu estou pouco me importando se isso tudo era uma surpresa - Meus olhos enchem de lágrimas.

- Porque você esta fazendo isso? Me tratando desse jeito? - Eu falo para ele

- Eu estou te tratando bem, não estou entendendo oque você esta falando - Ele se aproxima de mim - Você acha que eu estou te tratando mal? - Eu ando uns passos para tras batendo ás minhas costas na parede.

- Para por favor - Eu falo para ele

- Eu nem fiz nada - Ele diz passando as suas mãos pelo meu pescoço - Angelica falou que você falou para ela que eu bati em você.

- Ela perguntou das marcas - Eu falo

- Eu mandei você não sair de casa - Ele fala abraçando as suas mãos no meu pescoço.

- Para por favor - Eu falo chorando

-Eu estou cansado de você - Ele fala - Você quee acabar com a minha carreira? Ou você esqueceu que a Angelica é policial e me odeia la dentro? - Ele começa apertarmais forte e eu começo a ficar sem fôlego .

Ele começa apertar forte e eu tento afastar ele mas ele era mais pesado, eu dou um chute no meio das suas pernas e consigo me soltar, tento sair correndo mas ele agarra os meus cabelos me fazendo cair no chão e bater a minha cabeça, o sangue começa a escorrer pela minha testa.

- Eu mandei você ficar quieta sua desgraçada - Ele fala

- Ela veio aqui, não tinga como eu esconder - Eu falo chorando

- Eu vou te dar uma lição para você nunca mais esquecer - Ele fala me dando dois tapa no rosto e eu tento empurrar ele mas não conseguia, ele vem para cima de mim apertando o meu pescoço novamente. - Eu vou te matar Fabiana, depois vou matar seu irmão, eu vou acabar com ele.

Eu consigo agarrar um vaso que tinha no chão e jogo na sua cabeça, fazendo ele cair desmaiado e quando vejo o sangue escorrendo pela sua cabeça, fico desesperada.

Oque eu faria agora?

Anterior
             Próximo
img
img
img