Lera > Moderno > Meu Sr. Soldado: Los puritanos y otros cuentos: Los puritanos y otros cuentos

   Capítulo 18 Ela recebeu um tapa na cara

Meu Sr. Soldado: Los puritanos y otros cuentos: Los puritanos y otros cuentos Por Valentina Britto Personagens: 8913

Atualizado: 2020-03-24 02:26


Meia hora depois, o mordomo entrou na sala apressadamente. Ao vê-lo voltar, Ana correu para a frente, agarrando os braços dele e perguntou: "Como está a investigação? Foi bem investigado? Por que motivo eles fizeram isso? "

O mordomo olhou para ela, sem dizer nada. Ele foi até Antônio, olhando-o respeitosamente e abriu a boca: "Senhor, descobrimos bem o que aconteceu".

"Por que não diga?" Antônio perguntou.

"Porque ... Porque ... " O mordomo estava um pouco nervoso, olhando para ele de vez em quando. E estava muito hesitante em revelar os resultados.

"Diga-me." , Antônio ordenou novamente.

"É o Sr. Fede que exonerou o cargo de prefeito do Sr. Pedro..." Quando terminou as palavras, o ele preocupadamente lançou um olhar ao Antônio.

"Como? Foi Fede? " Antônio não podia acreditar. Pedro era sobrinho dele e não precisava destruir o futuro brilhante de seu sobrinho.

"O que ... o que você diz? " Ana também ficou surpresa com essa notícia e continuou perguntando: "É Fede, ele fez isso?"

O mordomo a notou e assentiu sem dizer nada. Quando ela descobriu a verdade, também não podia acreditar.

Ana de repente ficou mais chateada e se aproximou apressadamente d Antônio: "Vovô, vovô, como poderia ser Fede? Por que ele fez isso? Pedro é o sobrinho dele! "

Ela não entendeu completamente o que estava acontecendo.

Antônio também estava pensando, mas também não conseguia entender a intenção do seu neto. Por que ele estava contra o seu sobrinho? Na sua opinião, Fede não era uma pessoa extravagante, por isso não deveria ser apenas uma piada. No entanto, não conseguia entender por que seu neto tinha feito isso.

Depois de muito tempo, Ana de repente quebrou o silêncio: "Eu sei, deve ser por causa dessa mulher, a Marina".

Suas palavras deixaram o Antônio ainda mais confuso. O que estava acontecendo?

Ela continuou dizendo: "Isso é tudo por causa da Marina. Ela é uma raposa de verdade, antes tinha seduzido meu Pedro e depois o abandonou. Agora se casou com o Fede e até o encorajou a se opor ao próprio sobrinho dele. Avô, tudo o que aconteceu é devido da Marina. "

O ódio da Ana pela Marina estava se aprofundando. Além de entrar na família Chu, essa mulher canalha agora estava tentando destruir o futuro do filho dela. Ela nunca iria perdoá-la.

Antônio ainda estava pensando. Como ela acreditava que o Fede não tinha motivos para impedir o desenvolvimento do Pedro, talvez Ana tivesse razão.

Ao mesmo tempo, ele viu Derek pela janela, que estava no quintal. Por que esse moleque voltou à Casa Militar neste momento?

"Derek" De repente, Antônio o chamou em voz alta.

Derek também foi até a janela e o cumprimentou alegremente: "Senhor, bom dia!"

"Venha aqui, tenho algo para lhe perguntar." Antônio mandou.

"Ok." Derek respondeu que sim, mas por dentro ele se perguntou por que esse homem estava o chmando, já que o Fede não estava na Casa Militar no momento.

Ele entrou na sala obedientemente.

Ao entrar, ele viu que a Ana e o Roberto também estavam lá, Derek os cumprimentou educadamente: "Como vocês estão?"

Ana o ignorou. No momento, o mais importante para ela era o assunto de seu filho, e ela não queria prestar atenção nos outros.

Roberto devolveu a saudação com um aceno de cabeça.

Derek se aproximou do Antônio e perguntou atentamente: "Senhor, aconteceu alguma coisa?"

"Por que você voltou sozinho? Cadê o Fede? " Antônio perguntou a ele.

"Estou de volta para pegar algumas coisas, vou embora em breve. Quanto ao Fede, ele ainda está ocupado na força armada. Ultimamente, ele tem tido muito trabalho, e acho que ele não retornará à Casa Militar em breve ". Derek respondeu educadamente. Dá para perceber que o Antônio estava de mau humor com seu rosto rígido.

Antes do Antônio responder a ele, Ana interrompeu-os às pressas: "Derek, conte-nos a verdade. É a puta Marina que incitou o Fede a exonerar o cargo de prefeito de Pedro? "

Ao ouvir sua pergunta, o Derek já entendeu tudo. Parecia que esse casal veio à família Chu por causa disso.

Ele ignorou a Ana e olhou para o Antônio. Embora pudesse ignorar o casal, ainda tinha que respeitar o Sr. Antônio, pois era o avô do Fede.

"Conte a ela o que aconteceu." Antônio também estava curioso para saber o que tinha acontecido, e esse rapaz certamente sabia de tudo.

"Senhor, eu realmente não sei. Não vejo Fede há alguns dias, então não sei de suas situações atuais. " Derek não estava disp

osto a dizer a verdade. Embora ele estivesse com muito medo do Antônio, isso não é nada comparado ao Fede. Além disso, era amigo do Fede e sempre estará ao seu lado.

"Vocês são amigos íntimos. Como assim, você não sabe o que o Fede fez? " Antônio absolutamente não acreditou nas palavras dele, e entendeu que esse rapaz estava defendendo seu amigo. Mas não era hora de discutir a amizade, o mais importante era resolver os problemas.

Antônio ficou mais sério: "Ou você quer que eu encontre a Marina para perguntar isso a ela."

Derek não se atreveu a dizer nada. Nem podia declarar nada sem a permissão do seu amigo, pois não estava em posição de assumir responsabilidade.

Alguns minutos se passaram. Vendo que ele não estava disposto a dizer a verdade, Antônio se virou para enviar ao mordomo: "Vá encontrar a Marina, vou perguntar diretamente a ela".

"Sim" O mordomo saiu imediatamente.

Derek, ao vê-lo, estava mais nervoso, pensando que deveria informar o Fede agora, se não, a Marina terá problemas, porque a Ana e o Antônio estavam com muita raiva.

Derek secretamente enviou três mensagens para Fede, avisando-o para retornar urgentemente à Casa Militar.

Depois duma hora, um carro parou em frente da Casa Militar. Primeiro o mordomo desceu e abriu a porta do carro, para a Marina descer do carro.

Quando ela chegou à sala, percebeu que havia muitas pessoas. Ficou um pouco surpresa e confusa. Por que a Ana e o Roberto também estavam aqui? E o Derek também. Mas, onde estava o Fede? Por que não está aqui?

Marina deprimiu sua curiosidade, educadamente caminhou até Antônio e disse: "Vovô, bom dia".

Antônio assentiu, observando-a, que sempre foi uma mulher muito suave.

"Marina, eu quero lhe perguntar uma coisa." Ele abriu a boca.

"Sim, avô." Marina respondeu.

"Você disse a Fede para remover o cargo de prefeito do Pedro?" Ele entrou no assunto diretamente.

"O quê?" O que ele disse surpreendeu a ela. O que estava acontecendo? E quando isso aconteceu? Por que ela não sabia disso?

Vendo a reação da Marina, a Ana ficou instantaneamente irritada. Ela caminhou furiosamente em direção à Marina e gritou para ela: "Marina, não se faça de boba, é impossível que o Fede teria se oposto ao seu próprio sobrinho se você não tivesse o incitado. Sua puta, agora você já é casado com Fede, acha legal fazer isso com o apoio dele?

Marina balançou a cabeça e disse: "Eu não entendo o que você está dizendo. O cargo de prefeito do Pedro foi eliminado? Eu recomendei o Fede fazer isso? "

Marina ficou ainda mais confusa. O mordomo pediu que ela voltasse à Casa Militar sem dizer nada enquanto ainda estava trabalhando. Ela não esperava que eles a culpariam por algo que não sabia.

"Marina, não tente esconder o que tinha feito. Desde que se atreve a fazê-lo, também precisa reconhecer. " Ela tentou humilhar Marina com suas palavras.

"Por que você quer que eu reconheça algo que não tem nada a ver com isso?" Marina ficou furiosa. Como eu poderia lidar com as reclamações baseadas em fatos distorcidos.

"Que você não tem nada a ver com isso?" Ana fez a pergunta e lhe deu um tapa na cara.

Sem nenhum aviso, Marina recebeu o tapa e caiu no chão.

"O que você está fazendo?" Derek de repente aumentou a voz. Como ele ousa bater na Marina na frente dele?

"Chega." Antônio também a parou, gritando, o que assustou muito a Ana.

Ele sentiu pena da Marina, que agora estava deitada no chão. O Antônio amava muito o Fede e, como diz o ditado, quem quer repolho quer as folhas ao seu redor, agora também amava a esposa do seu neto. Estava com raiva pela Ana bater nela, mas a Ana também era neta dele.

"Vovô, essa mulher é uma puta e agora nem reconhece o que já fez. Hoje ela se atreve a destruir o futuro do Pedro, talvez amanhã o mate. Essa mulher é horrível, nunca vou perdoá-la. " Ela olhou para a Marina ferozmente e a insultou.

Derek viu que Ana pretendia bater na Marina e se adiantou para impedi-la. Desde que o Fede não está aqui, ele teve que protegê-la para seu amigo.

Nesse momento, houve um barulho do carro vindo . Os que estavam na sala dirigiram simultaneamente o olhar para o pátio.

Quando viu o Fede sair do carro, Ana não pôde deixar de tremer um pouco.

Derek sorriu, pensando que o Fede finalmente chegou, ele mal conseguia controlar a situação.

Antônio ficou calmo, o por dentro acreditava que seu neto poderia explicar tudo a eles desde que ele já retornou.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas