Lera > Romance > Dever pecaminoso

   Capítulo 17 Ex-namorado

Dever pecaminoso Por Érica Moura Personagens: 11827

Atualizado: 2020-03-24 02:46


Stella não gostou de ouvir Casper falar isso e olhou para a mesa com nojo.

Sofia percebeu tudo e disse levemente: "Não é necessário."

Ela não queria ficar mais um segundo naquela casa. Por que ela iria se preocupar com a comida? Além disso, o mínimo que ela queria era ver o rosto odioso de Stella.

"Sofia, esta refeição foi preparada especialmente para você. Aceite-a como um presente meu, seu pai, antes de ir." Casper ficou atrás de sua filha e falou, impotente.

"É isso. Seu pai disse que está muito grato a você. Afinal, foi graças a você que o Grupo JH foi recuperado. Por favor, fique e coma com a gente!" Mesmo sob essas circunstâncias, Stella manteve sua imagem atenciosa.

Sofia fez uma careta. Ela sabia que Casper não a convidaria para comer apenas por causa do vínculo familiar. Ela tinha certeza que era simplesmente por causa do Grupo JH. Ele devia ter ficado com medo de que ela guardasse algum tipo de rancor contra ele, e fez tudo isso para confortá-la.

Sofia deixou a mala no canto da sala. Depois, ela disse: "Está bem. Afinal, já devolvei o Grupo JH para a família Jian." Quando ela terminou de falar, foi para a sala de jantar com o casal.

Sofia esteve tão ocupada pela manhã, negociando com Victor, que tinha esquecido completamente de comer. Ela deveria estar com muita fome, mas os pratos não pareciam nada apetitosos.

Parecia que uma boa refeição dependia de com quem ela a compartilhava. Naquele momento, a companhia de sua infeliz madrasta e seu indiferente pai tirou seu apetite.

"Sofia, sirva-se. Depressa ou a comida vai esfriar!", seu pai disse quando a viu se sentar.

"Mãe, estou de volta!" A voz animada de Jenny veio da porta.

Naquele momento, Sofia abaixou a mão com a qual planejava agarrar os pauzinhos. Ela havia se esquecido completamente de sua "querida irmã".

"Por que você está aqui? Você não disse que não voltaria?", ela perguntou, confusa, quando viu Sofia sentada à mesa.

"Fui convidada." Sofia não queria cair na provocação de Jenny, mas se ela permanecesse em silêncio, ficaria cada vez mais cínica e continuaria com seus comentários zombeteiros.

Jenny notou as iguarias na mesa e imediatamente sua expressão mudou. Em seguida, ela olhou em volta e viu a pequena mala de Sofia, ela imediatamente entendeu o que estava acontecendo. Ela esboçou um sorriso e parecia estar bastante satisfeita com a situação.

"Já vejo. Você já vai partir! Que coincidência! Eu trouxe um de seus velhos amigos." Jenny manteve o sorriso nos lábios, agora ela parecia maliciosa.

"Jenny, pare com isso!" Casper havia organizado essa refeição para expressar sua gratidão a Sofia. Como ele poderia permitir que Jenny arruinasse o acordo deles?

"Casper, acho que você deveria ver quem Jenny trouxe para casa." Stella não suportava vê-lo ignorar a filha.

"Entre." Casper ficou em silêncio e Jenny achou que ele tinha concordado, então gesticulou para que seu companheiro entrasse.

Então um jovem apareceu à vista de todos. Ele tinha 1 metro e 80 de altura, tinha olhos sonhadores e usava óculos que pendiam da ponte do nariz. À primeira vista, parecia bastante limpo e elegante.

Sofia não pôde evitar se sentir desconfortável ao ver seu ex-namorado.

"Peter? É este o convidado que você quer nos apresentar?", Casper perguntou com raiva.

A única razão pela qual seu pai não a deixava sair com alguém era porque ele queria que ela se casasse com um homem rico. Se ele não fosse rico, pelo menos teria que ser um genro que poderia ajudá-lo nos negócios.

Como Jenny apareceu com Peter em sua casa? Casper nunca iria tolerar isso.

"Sim!", Jenny respondeu honestamente, sem saber das consequências de suas ações. No entanto, a garota ficou desapontada ao ver que Sofia permaneceu sem expressão.

"Jenny, como você ousa trazê-lo para casa!!" Stella franziu a testa e olhou para o convidado. De repente, ela se levantou, caminhou até onde sua filha estava e a puxou para longe dele.

"Você não disse que não tinha mais contato com ele?", a mulher sussurrou.

Na verdade, ela não gostava de Peter porque ele não era rico ou poderoso. E o pior de tudo, ele dependia de uma mulher para elevar seu status social. Que homem atrevido! Como ele poderia merecer ser seu genro?! "Mãe, o que há de errado com você?", Jenny perguntou com uma carranca. Ela também não esperava que sua mãe gostasse de Peter, era evidente que ela o rejeitava. Portanto, ela começou a se preocupar com sua situação.

"Senhor Casper, não culpe Jenny. Fui eu quem pediu para ela me trazer." Desde o momento em que entrou na casa, Peter permaneceu calmo e composto. Ele percebeu que os pais da menina ficaram desapontados ao vê-lo.

Sofia assistia a toda a cena com indiferença. A aparição de Peter não mexeu com seus sentimentos, ela simplesmente permaneceu em silêncio como uma espectadora para ver o que aconteceria.

"Então você finalmente decidiu parar de se esconder atrás de uma mulher?" Casper estava irado por causa da atitude do menino.

"Senhor Casper, eu sei que você não gosta de mim, mas estou sendo sério sobre meu relacionamento com Jenny. Poderia me dar uma chance de provar isso ao senhor?" Peter manteve sua posição e nunca vacilou. Embora as chances de Casper aceitá-lo fossem remotas, ele queria tentar.

Jenny ficou comovida ao ver seu namorado enfrentando a ira de seu pai.

Mas de um momento para o outro, Stella agarrou-se a suas roupas e arrastou-a em sua direção. Ela temia que, se não controlasse a filha, Casper explodiria e repreenderia Jenny também.

"Não importa o que você diga, eu não vou deixar Jenny ficar com você. Nem pense nisso!", Casper gritou ao bater na mesa.

Claramente, pelos gestos de Casper, era evidente que sua paciência havia atingido o limite.

"Senhor Casper, por que você tem medo de me dar uma chance?" Em vez de se deixar ser intimidado, Peter olhou para o pai de Jenny com uma expres

são provocadora e determinada.

Sofia fez uma careta. O que Casper mais odiava era alguém dizendo que ele estava com medo. Ironicamente, ele fez fortuna graças à influência da família de Stella.

Essa parte da história foi mantida em segredo, só que Sofia acidentalmente ouviu em algum lugar.

Mas agora, parecia que Peter estava tentando irritar Casper. As coisas estavam ficando interessantes.

Casper pegou uma tigela de porcelana e jogou-a em Peter por impulso. Mesmo assim, o menino permaneceu parado em seu lugar sem nem piscar.

Jenny sentiu como se seu coração estivesse na garganta. Ela começou a torcer a mão, tentando se livrar do aperto de sua mãe.

Plop! A tigela caiu aos pés de Peter e se quebrou em mil pedaços. Se Casper tivesse jogado com mais força, teria facilmente atingido seu rosto.

Enquanto Casper olhava para o menino, a expressão em seu rosto mudou várias vezes. Ele estava confuso e perdido em pensamentos.

"Chega! Pai, você não pode simplesmente dar uma chance a Peter?", gritou Jenny. Ela finalmente conseguiu escapar das garras de sua mãe. Ela correu para onde seu namorado estava e ficou ao lado dele como se estivesse tentando protegê-lo.

O comportamento de Jenny surpreendeu Sofia. Ela pensou que a menina estava com medo de seu pai e que ela evitaria qualquer coisa que o irritasse. Além disso, ela nunca imaginou que Jenny tentaria proteger Peter.

Depois de parar para pensar sobre isso por um momento, de repente tudo fazia sentido. Jenny nunca tinha ficado apaixonada por um homem. E parecia que Peter a tinha cativado.

"Eu prometi a Jenny que em um ano eu me tornaria um homem que merece seu amor. Espero que vocês me dêem uma chance também, mesmo que seja apenas uma." Peter agarrou a mão de Jenny enquanto falava com voz determinada, depois sorriu para sua garota para tranquilizá-la.

Quando o marido não disse mais nada, Stella não pôde fazer nada por Jenny.

Jenny era a filha amada dela. Não importava os problemas que foram causados ou o quanto Peter não agradava Casper, ela tinha que se certificar de que nada radical acontecesse.

Surpreendentemente, Sofia ainda estava sentada calmamente à mesa. Ela nem mesmo tinha feito contato visual com Peter! Isso fez Stella acreditar que ela e Peter nunca tinham se apaixonado.

"Casper, já que Peter parece estar falando sério sobre seu relacionamento com Jenny, por que não...?" As palavras de Stella sumiram. Ela estava observando a expressão no rosto do marido por um longo tempo, mas era indistinguível.

"Vamos sentar e comer primeiro!" Casper não respondeu a Stella, nem comentou sobre isso. Parecia que ele simplesmente tinha concordado.

A mesa da sala de jantar da família Jian era retangular. O assento em uma extremidade da mesa pertencia a Casper. Sofia se levantou e deixou Peter e Jenny escolherem seus lugares. Ela não queria se sentar ao lado de seu pai de qualquer maneira!

Peter passou por ela e não parou por um segundo, ele agiu como se não a conhecesse.

Todos eles escolheram seus assentos. Jenny e Stella sentaram-se cada uma ao lado de Casper, e Peter sentou-se ao lado de Jenny. O único lugar vago era o oposto de onde Casper estava.

"Sofia, venha sentar-se!", o pai dela disse quando a viu de pé.

A garota sentou-se sem nenhuma objeção. No entanto, seu comportamento calmo fez uma pessoa zombar.

"O que? Te incomoda compartilhar uma mesa com seu ex-namorado?" Jenny se agarrou ao braço de Peter e olhou para Sofia provocativamente, como se tentasse se mostrar superior.

Jenny adivinhou que Sofia estava com inveja de tudo que Peter tinha feito por ela. Além disso, ele nunca tinha feito algo tão corajoso por Sofia.

O que Peter fez satisfez a vaidade da garota.

Sofia ignorou completamente seus comentários e continuou comendo sua comida. Ela nem olhou para cima, ela agiu como se não houvesse ninguém ao seu redor.

Ela sabia que Jenny estava se gabando, mas ela conhecia Peter muito bem, aquele garoto era um idiota. Na verdade, ela estava ansiosa para retirá-lo de seu caminho o mais rápido possível.

Jenny ficou desapontada quando percebeu que Sofia a estava ignorando. Era como se tivesse batido forte em um pedaço de algodão, cansado de não realizar nada.

Casper, por sua vez, permaneceu sentado em silêncio absoluto. Ele queria ver como Sofia trataria Peter reagindo à provocação de Jenny. Assim, ele poderia saber qual era a relação de sua filha com Victor, já que ela era a única que parecia chamar a atenção do homem. No entanto, o boato de que Victor era gay o confundiu.

Enquanto comiam, Peter disse nada. Em vez disso, ele levou um pouco de comida para Jenny e cuidadosamente descascou seu camarão.

O verdadeiro motivo pelo qual ele queria vir para a família Jian era para ver Sophia. No entanto, ele não esperava que ela deixasse a família Jian tão cedo.

A felicidade encheu os olhos de Jenny. Quando ela viu Sophia no lado oposto da mesa, ela pareceu ainda mais satisfeita.

"Obrigada, Peter! Você foi muito atencioso para memorizar o que eu gosto e não gosto." Enquanto apreciava a comida deliciosa, Jenny ainda continuava provocando Sofia para aumentar sua própria felicidade.

"Vou queimar tudo o que você gosta e não gosta no fundo da minha mente", Peter respondeu calmamente.

"Você já foi tão sério com os outros?", Jenny olhou para ele com seus grandes olhos lacrimejantes e aguardou ansiosamente sua resposta.

"Jenny, você é a primeira garota que quero cuidar pelo resto da minha vida." Quando Peter falou, parecia que ele estava ensaiando uma peça. No entanto, Jenny parecia satisfeita.

Stella já tinha experimentado a mesma coisa nessa vida, então ela não pôde deixar de balançar a cabeça com a resposta de Peter. Parecia que Peter havia convencido muito Jenny.

Obtendo a resposta que queria, Jenny ergueu as sobrancelhas e olhou para Sofia. Ela queria ver seu rosto triste.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas