Lera > Romance > Dever pecaminoso

   Capítulo 30 Quem era o homem

Dever pecaminoso Por Érica Moura Personagens: 10328

Atualizado: 2020-04-23 00:06


Sofia olhou para o CEO desafiadoramente, e a atmosfera no escritório ficou gelada.

Um sorriso malicioso apareceu na boca de Victor. E antes que a garota pudesse descobrir suas intenções, ele pressionou seus lábios contra os dela.

"Umm..." No início, ela ficou parada e tensa, surpresa com sua reação repentina. Então, ela começou a lutar, tentando emitir uma reclamação, mas de repente suas palavras foram estranguladas, sua mente estava divagando e ela parecia querer... acompanhar o ritmo dele...

Ela tentou se contorcer para escapar de seu aperto, mas Victor a segurou com força.

A garota abriu os olhos e os fixou nele. Ele podia ver a luxúria em seus olhos semicerrados. Ele sentia vontade de...? Não!

De repente, ela o mordeu com força, e o gosto de sangue invadiu sua boca.

O homem foi pego de surpresa e tremeu de dor. Ele tocou o lábio com cuidado e vendo o sangue em seus dedos, seus olhos brilharam de raiva. "Você dormiu com outro homem na noite passada?!" Assim que ele deixou escapar suas palavras, ele se arrependeu do que havia dito. Ele nunca imaginou que quando falasse de seu maior medo, aquela sensação de nojo e dor reaparecesse.

Ao imaginá-la na cama com outro homem, ele sentiu uma pontada no peito.

Sofia olhou para ele com desprezo, sentiu-se contrariada e magoada. A raiva que ele tentou conter no dia anterior começou a explodir como um gêiser. "Por que você adora me humilhar? Minha dignidade não vale nada para você e você pensa que pode pisar como quiser! Sim, temos um acordo. E daí? Eu sou uma pessoa, não um brinquedo que você tem à sua disposição!"

Victor olhou para ela com os olhos estreitos.

Apesar de sua explosão, ele não pôde deixar de ficar fascinado por ela.

"Senhor Victor, a reunião está prestes a começar." Uma voz tímida veio da entrada. Os dois desviaram o olhar um do outro para o funcionário que tinha acabado de abrir a porta.

"Está bem", respondeu o homem com indiferença. O funcionário acenou com a cabeça nervosamente e saiu imediatamente.

A atmosfera na reunião também era gelada.

A reunião começou com um relatório de um dos gerentes, mas Victor interveio e o advertiu imediatamente. O gerente estava com tanto medo que seu corpo não parava de tremer. Ele não se atreveu a refutar nenhuma de suas palavras, apenas acenou com a cabeça e reconheceu seus erros.

Nenhum dos outros gerentes na reunião ousou provocar o chefe. Eles nem se atreveram a respirar.

Victor lançou sua raiva sobre os pobres funcionários do Grupo YS. Sofia, por sua vez, assistia a tudo em silêncio atrás dele. Vendo como ele olhava para os outros, ela não pôde evitar amaldiçoá-lo em seus pensamentos. 'Ele é a reencarnação de um imperador tirânico!'

"Alguma outra coisa?" Depois de repreender vários gerentes, Victor finalmente se acalmou.

Ninguém respondeu à sua pergunta, por medo de que ele ficasse com raiva novamente. De repente, alguém pigarreou audivelmente. "O Grupo YS planeja assinar um contrato de um ano com Rita, mas a popularidade no mundo do entretenimento muda constantemente. Senhor Victor, já pensou em encurtar o contrato?"

A voz veio de Leon. Assim que ele terminou de falar, ele olhou para Sofia.

Depois de ouvir a intervenção de Leon, todos os presentes começaram a suar frio. A notícia de que Rita e Sofia tinham conflito se espalhou pela empresa. Além disso, havia rumores de que o CEO tinha um relacionamento especial com Sofia, causando confusão sobre se Victor era gay ou não.

Mas, ao mesmo tempo, também se espalhou a notícia de que ele estava do lado de Rita, e todos sabiam que Leon estava presente quando isso aconteceu. Por que ele fez uma pergunta tão boba?

Sofia percebeu que Leon estava olhando para ela, então ela manteve a compostura. O que quer que tenha acontecido no dia anterior, já fazia parte do passado.

"Depende de você", Victor respondeu com indiferença. "Você fica encarregado de tudo relacionado aos novos produtos, inclusive do contrato com a artista. Você não precisa pedir minha opinião."

"Está bem, entendido. Obrigado", disse Leon secamente.

"Algo mais?", Victor perguntou mais uma vez.

Quando viu que todos haviam abaixado a cabeça e desviado o olhar, ele assentiu.

"Isso é tudo por hoje. Podem voltar ao trabalho." Sem esperar por uma resposta, o homem deu um pulo e saiu da sala de reuniões.

Enquanto todos recolhiam suas coisas, Leon se aproximou de Sofia e perguntou preocupadamente: "Você está bem?"

Ela ficou atordoada por um momento, sua consideração repentina a pegou de surpresa. Ela apenas sorriu e respondeu educadamente: "Estou bem."

"Rita é uma estrela", ele suspirou. "Ser arrogante faz parte do seu trabalho. Não leve suas palavras a sério, eu não vou deixar isso acontecer novamente."

Sofia estudou seu rosto com cuidado. Ela não esperava que ele a confortasse. Mas pelo que ele disse a ela, ele também estava do lado de Rita.

"Você parece ter uma boa relação com a senhorita Rita", disse ela lentamente.

Leon assentiu. "Éramos da mesma escola."

"Entendi", Sofia respondeu indiferentemente. Depois, ela deu a ele um leve sorriso e disse com uma voz tranquilizadora:

"Não se preocupe, não vou levar isso a sério."

Sofia reuniu seus arquivos e saiu da sala de reuniões. Enquanto ela progredia, els ouviu várias fofocas circulando pelo escritório.

"O que está acontecendo entre Sofia e o senhor Victor? Você notou como eles estavam se comportanto tão estranhamente na reunião?", um dos funcionários sussurrou.

"Sim, notei que o lábio do senhor Victor estava machucado, mas posso jurar que ele estava bem esta manhã quando eu lhe trouxe o café", disse outro.

"Eu ouvi isso, o senhor Victor ficou em seu escritório a noite toda. Ele estava esperando por Sofia?"

Sofia ficou surpresa ao ouvir isso.

'Victor realmente passou a noite inteira na empresa? Não foi de admirar que seus olhos estivessem vermelhos, ele devia estar exausto.

Foi realmente por mim? Fui muito dura com ele?'

Ela balançou a cabeça teimosamente. 'Não tenha muitas esperanças, Sofia! Talvez ele teve algo importante para resolver. Além disso, ele tem o direito de ficar bravo comigo. Afinal, eu desapareci durante a noite sem contar a ele!'

Ela riu e foi para o escritório.

Enquanto Sofia estava ouvindo as fofocas da empresa, Victor já havia retornado ao escritório. Ao chegar no escritório, o celular de Victor começou a tocar. Ele olhou para a tela e respondeu rapidamente.

"O que você descobriu?", ele perguntou sem rodeios.

"Só sei que ela se hospedou no Hotel Luna Nueva e que havia um homem com ela, mas não consegui descobrir sua identidade." Uma voz de homem foi ouvida do outro lado da linha. Ao ouvir suas palavras, Victor sentiu a raiva tomar conta dele novamente.

"Você não precisa investigar mais", disse ele simplesmente. Ele desligou o telefone e suas mãos tremiam de raiva. No momento em que o fez, Sofia entrou no escritório, o que o enfureceu ainda mais.

Sofia ficou surpresa com o olhar implacável de Victor.

Ela se perguntou o que o deixou tão zangado novamente. Ele já não tinha se acalmado?

"Senhor Victor, se não precisar de mim, vou ao estúdio verificar as coisas…" Ela sentiu uma necessidade enorme de se afastar dele. A raiva que emanava de seu corpo era demais para ela suportar.

"Eu disse que você poderia ir para o estúdio?", ele gritou cruelmente. "Sente-se e fique aí!"

Sofia franziu a testa. "Mas o problema da senhorita Rita…"

"Você não quer ficar aqui comigo?" Victor a interrompeu, erguendo as sobrancelhas.

A garota ficou em silêncio. Era verdade, ela não queria ficar com ele, especialmente agora que ele estava com tanta raiva. Mas ela tinha escolha?

"Você não tem escolha", disse ele friamente, como se tivesse lido sua mente.

Suas palavras enviaram um calafrio por sua espinha, então ela se sentou na frente de sua mesa sem objeção.

No entanto, era difícil para ela se concentrar em seu trabalho, pois os olhos de Victor estavam grudados nela. Cada movimento que ela fazia estava sob sua vigilância estrita. Isso a fez se sentir incrivelmente desconfortável. O mais patético era que ela nem conseguia falar!

Sofia olhou para o relógio com inquietação, desejando que o tempo passasse mais rápido para finalmente sair do trabalho.

Victor ainda estava olhando para ela em silêncio absoluto. 'Se esta mulher não fosse tão teimosa, eu realmente iria gostar dela', ele pensou amargamente.

"Senhor Victor", disse a garota, interrompendo seus pensamentos. "O trabalho de hoje já acabou." Ela não conseguia mais suportar o olhar de Victor, então decidiu lembrá-lo de que era hora de deixar a empresa.

"Ok, podemos ir agora. Espere por mim no carro", ele ordenou com indiferença.

Assim que os dois entraram no carro, Sofia se sentiu muito mais desconfortável.

Ela estava sentada no banco do passageiro e parecia que estava caminhando sobre uma fina camada de gelo. Ela continuava mordendo o lábio nervosamente.

Eles estavam descendo a estrada em completo silêncio. Por que Victor não dizia nada? 'Isso não é normal para ele', ela pensou preocupada. Ou talvez ele estivesse contendo sua raiva para deixá-la escapar só quando chegassem em casa?

Sofia suspirou. Parecia que ele era uma pessoa diferente de antes. Anteriormente, ela era sempre calma, mesmo quando confrontado com pessoas horríveis como Stella e Jenny, ela era capaz de manter a calma. Mas agora, com Victor, a ansiedade a dominava.

Ela começou a se perguntar o que realmente sentia por ele.

"Quem era o homem com quem você esteve ontem à noite?" A voz gélida de Victor quebrou o silêncio entre os dois. Suas suspeitas estavam corretas, ele não ia deixar tudo isso para trás.

O coração de Sofia disparou. Como ele sabia que ela esteve com um homem na noite passada?

Victor... ele era muito mais horrível do que ela imaginava.

"Você realmente achou que eu não iria descobrir?", ele perguntou friamente.

"Ele e eu não temos nada", respondeu Sofia tão calmamente quanto pôde. "Não achei necessário explicar para você."

"Não se esqueça que temos um acordo." Os olhos de Victor se estreitaram. "Três anos. Durante esses três anos, não permitirei que minha mulher me traia." Ele falou cada palavra honestamente.

Foi a primeira vez que Sofia o viu tão sério.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas