Lera > Romance > Dever pecaminoso

   Capítulo 26 Sinto muito

Dever pecaminoso Por Érica Moura Personagens: 10952

Atualizado: 2020-04-21 00:06


Para o comercial de Rita com a empresa, Leon contratou os melhores fotógrafos e estilistas da cidade.

Um após o outro, os especialistas começaram a entrar no estúdio para instalar seus equipamentos. Enquanto isso, Leon discutia o projeto com o diretor.

O tempo passou. Tudo já estava preparado e pronto para filmar, mas a protagonista, a grande artista Rita, ainda não havia aparecido. Leon esperou pacientemente, ele estava até disposto a esperar por ela mais um pouco. Afinal, artistas como ela costumavam ser um pouco arrogantes e gostavam de se exibir.

Rita, enquanto isso, em vez de ir para o estúdio, estava se pavoneando em direção ao escritório do CEO.

John viu Rita se aproximar dele e cumprimentou-a com um sorriso educado. "Senhorita Rita", disse ele. "Você veio ver o senhor Victor?"

Rita franziu os lábios com impaciência. "Se não fosse pelo seu chefe, por quem mais eu viria? Por você?"

Apesar de sua hostilidade, John respondeu educadamente. "O CEO está em uma reunião, ele não está em seu escritório agora."

Rita parecia desapontada. "Diga ao CEO que irei vê-lo quando as filmagens acabarem", ordenou.

"Vou transmitir a sua mensagem ao senhor Victor", respondeu o homem.

Rita lançou-lhe um olhar irritado e depois se virou para sair. Imediatamente, ela encontrou uma figura alta com belos olhos escuros e profundos. Ela sentiu seu coração pular.

"Senhor Victor!", ela exclamou feliz, pulando de alegria. "Você parece estar de bom humor hoje."

Victor sorriu para ela: "É difícil para mim não ficar de tão bom humor depois de ver uma beleza como você, senhorita Rita."

Ele inclinou a cabeça ligeiramente para observar a reação de Sofia. Com um sorriso malicioso no rosto, ele perguntou: "O que você acha?"

Sofia engoliu em seco. Por alguma razão, ela se sentiu desconfortável, mas conseguiu dizer: "Sim... Qualquer homem ficaria encantado em ver uma mulher tão bonita quanto a senhorita Rita."

Victor não percebeu o sarcasmo em suas palavras. E sua expressão ficou sombria.

Rita ficou surpresa. Ela estava feliz que Victor a tratou de forma diferente de como ele a tinha tratado antes, mas ela não podia ignorar as palavras de Sofia. O que ela quis dizer?

"Senhorita Rita, vamos entrar." Victor sorriu novamente e colocou a mão nas costas da garota para guiá-la de volta ao escritório, deixando Sofia sozinha com John e a assistente de Rita.

"O senhor Victor parece estar de muito bom humor. Algo bom aconteceu na noite passada?" John perguntou a Sofia.

Ela suspirou. "Não, nada aconteceu. De qualquer forma, tenho que trabalhar."

"Claro." John sorriu. Em seguida, ele foi para seu escritório.

Sofía abriu a porta do escritório de Victor sem bater. Assim que ela estava prestes a entrar, ela congelou. Rita estava meia deitada de bruços em sua mesa. Sua figura curvilínea poderia ser perfeitamente apreciada.

De onde ela estava, Sofia só conseguia ver as costas de Rita, o que significava que Victor estava na frente dela e podia ver seus seios. Ela se sentia perdida, ela não tinha ideia do que fazer. Seu corpo estava rígido, como se sua alma a tivesse abandonado.

Victor sorriu com indiferença para ela, depois voltou os olhos para Rita. Ele agarrou seu queixo e disse: "Você pode se retirar agora. Podemos conversar outro dia."

"Está bem." Rita sorriu feliz e se levantou devagar. Ao sair do escritório, ela lançou um olhar de desprezo para Sofia. 'Que estraga-prazeres! Por que aparecer exatamente nessa hora?!', ela reclamou para si mesma.

Sofia fechou a porta depois que Rita saiu e olhou para Victor, que a encarava. Embora ela se sentisse extremamente amarga, ela lutou para manter a compostura.

"Desculpe", ela disse indiferente. "Eu interrompi seu encontro?"

"Acho que você já tem uma ideia!" Victor desviou o olhar e se forçou a olhar para os documentos em sua mesa.

Sofia abaixou a cabeça. Ela caminhou resignada para sua mesa e sentou-se sem olhar para Victor novamente.

Rita finalmente foi para o estúdio com sua assistente. Quando ela chegou, viu que todos estavam esperando por ela. Sem nenhum traço de constrangimento, ela se aproximou da maquiadora e disse: "Você pode começar agora."

A garota acenou com a cabeça, abriu o estojo de maquiagem e começou a trabalhar. Rita era linda por natureza, então a maquiadora simplesmente se concentrou em destacar suas feições. Depois de ser maquiada, ela parecia muito mais bonita do que antes.

Quando tudo estava pronto, as filmagens começaram. Rita usava uma camisa branca e uma saia sexy na altura dos quadris. Sua camisa tinha um decote que mostrava suas clavículas, ela parecia elegante e sedutora.

Rita sabia o que estava fazendo. Uma mulher tão bonita quanto ela estava destinada a posar na frente da câmera. Durante as filmagens, ela inconscientemente olhou nos olhos de Leon. Ele observava tudo em silêncio de um canto do estúdio.

Então ela piscou sedutoramente para ele, fazendo-e tremer. Leon olhou para ela friamente e gritou: "Parem."

Todos os funcionários congelaram e olharam para o homem. Rita também olhou para ele, confusa.

"Esse estilo é completamente diferente do que o produto de nossa empresa exige", relatou. Leon apontou para as fotos que eles acabaram de tirar e balançou a cabeça em desaprovação. Ele olhou para Rita e exigiu: "Mude todas as suas poses."

"Por que? Não vou mudar só porque você me diz para fazer. Nenhum dos tiros funciona? Temos dedicado tempo e esforço p

ara isso!" Rita olhou para Leon. Era óbvio que ele estava apenas fazendo isso para irritá-la.

Leon disse a ela em voz baixa: "Suas poses são muito comuns. Você até imita as poses que outras empresas usam. Por que você não pode mudá-las?"

"Você está dificultando as coisas para mim de propósito?", a garota sibilou, apontando para ele.

Ele olhou para ela, incrédulo. "Por que eu faria algo assim? Eu estou apenas fazendo o meu trabalho."

"Porque você…"

Eles continuaram discutindo entre si em um canto do estúdio. Alguns funcionários tentaram impedi-los, mas sem sucesso. A discussão ficou mais intensa e acalorada, e a equipe não pôde fazer nada além de observá-los desamparadamente.

"Vá dizer ao CEO!"

Um dos superiores ordenou um estagiário.

E ele perguntou confuso: "Por que devemos incomodar o CEO?"

"Vamos ver se ele pode enviar alguém para nos ajudar a resolver este problema", respondeu o superior. Afinal, Rita era uma artista famosa. Se eles acabassem ofendendo-a, isso poderia afetar negativamente a empresa.

Não demorou muito para que Victor percebesse o que estava acontecendo. Sua reação foi calma, mas havia uma certa frieza em seu olhar que faria qualquer um estremecer. Ele perguntou ao nervoso estagiário: "Você quer dizer que Leon e Rita estão discutindo no estúdio?"

O jovem engoliu em seco e respondeu: "Sim, senhor Victor. O diretor me pediu para perguntar se você poderia enviar alguém para resolver todo esse assunto."

Victor refletiu por um momento. E no minuto seguinte, Sofia entrou. Ela imediatamente percebeu a estranha atmosfera no escritório, então abaixou a cabeça e tentou passar despercebida.

No entanto, seu plano não funcionou. "Sofia", disse Victor. "Algo está acontecendo no estúdio com a senhorita Rita. Vá lá e dê uma olhada."

Sofia franziu a testa. Tudo o que ela queria era sentar na frente de sua mesa e trabalhar. Por que ela tinha que se envolver?

Ela caminhou até a mesa de Victor em silêncio. Ela respirou fundo e disse com uma voz lenta e calma: "Senhor Victor, parece-me que não sou a pessoa mais qualificada para resolver este assunto. Você poderia enviar outra pessoa?"

Victor olhou para ela friamente. "Você está tentando implorar?"

Que esperto!

Sofia ergueu a cabeça e devolveu o olhar indiferente de Victor. De jeito nenhum ela imploraria à pessoa que ela mais desprezava! "Vou para lá dar uma olhada", respondeu ela calmamente.

O estagiário não pôde deixar de olhar para a garota com espanto. Logo, ele olhou para Victor, inquieto, para ver como ele reagiria. Ele nunca seria capaz de se dirigir ao chefe como Sofia fazia, então ele estava curioso para saber como Victor reagiria a tal impertinência.

Victor simplesmente olhou para o rosto teimoso da garota e bufou. "Vá! Saia daqui!"

O estagiário ficou aliviado e saiu rapidamente do escritório com Sofia. Assim que fecharam a porta atrás deles, os dois sentiram que o ar lá fora estava maravilhoso.

No caminho para o estúdio, Sofia pediu ao estagiário que lhe contasse os detalhes da situação. Quando ela finalmente tinha entendido o que estava acontecendo, sua expressão se tornou sombria. Ela não queria se envolver nesse tipo de situação.

Eles finalmente chegaram ao estúdio e encontraram Leon e Rita ainda em uma discussão acalorada. Sofia se apressou em separá-los. Quando Rita viu que era Sofia, parou imediatamente, temendo que ela contasse a Victor o que tinha acontecido.

Leon também ficou em silêncio, embora seus olhos ainda estivessem fixos em Rita. Pareceu-lhe que Rita estava se comportando de forma completamente irracional.

Sofia ordenou que a equipe do estúdio os deixasse sozinhos. Agora que eram apenas os três, ela pensou que seria muito mais fácil chegar a um acordo.

"Senhor Victor me pediu para vir e ver o que estava acontecendo entre vocês dois. Por que vocês estavam brigando?", perguntou Sofia. A discussão deles foi muito mais intensa do que ela imaginava.

Leon se esforçou para manter a calma para poder explicar em voz baixa: "A filmagem acabou sendo completamente diferente do estilo da nossa empresa. Além disso, as poses da senhorita Rita são muito semelhantes às promoções de outras empresas. Não havia nada de inovador. Então eu pedi a ela para mudá-las, mas ela se recusou."

Rita sentou-se à uma cadeira, ela olhou para Leon com os olhos semicerrados e começou a falar: "Trabalhei muito para fazer aquelas fotos para a sua empresa, porém você decidiu compartilhar sua opinião depois de todo o meu esforço! E agora, você diz que temos que fazer tudo de novo com novas poses! Eu simplesmente recuso. Você está sendo muito irracional!", ela zombou.

Sofia ficou sem palavras. Ela se inclinou para ver as fotos que eles haviam tirado e não pôde deixar de suspirar. 'Ela está linda como um anjo em uma pintura da Renascença', pensou ela.

Rita era linda, mas suas poses eram um pouco fora da moda. No entanto, seria muito difícil persuadi-la. Como Sofia deveria chegar a um acordo com ela?

Sofia concordava com Leon. Rita estava sentada em frente a eles, abanando-se com a mão. "Senhorita Rita, obrigada pelo seu trabalho duro", Sofia começou a dizer. "Mas temo que Leon esteja certo. Este estilo não é o mais adequado para os produtos da nossa empresa. Se publicarmos, pode afetar a receptividade do público. Por favor, considere isso."

Rita franziu os lábios e perguntou em um tom arrogante como o de uma criança mimada: "E se eu recusar?"

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas