Lera > Romance > Dever pecaminoso

   Capítulo 23 Você está com pressa de se livrar de mim

Dever pecaminoso Por Érica Moura Personagens: 10070

Atualizado: 2020-04-19 00:16


Era completamente normal para um homem precisar de uma ou duas amantes para satisfazer suas necessidades. E como CEO do Grupo YS, era muito provável que Victor sempre estivesse sob muita pressão de trabalho, então era natural que ele tivesse muitas amantes. Rita não pareceu surpresa com isso. O que a surpreendeu foi que Sofia também era sua assistente.

Era óbvio que ele dava um tratamento especial àquela garota. Nenhum homem em sã consciência permitiria que sua amante fosse seu colega de trabalho também. Ele até dividia seu escritório com ela! Um homem e uma mulher sozinhos em um escritório... Rita não pôde deixar de imaginar o que estava acontecendo entre eles quando fechou a porta.

Victor olhou para Sofia em silêncio absoluto. Ele não planejava refutar o que ela havia dito. Ele só queria que o mundo inteiro soubesse que Sofia era dele e só dele. Mas ela havia dito que nenhum dos dois deveria interferir na vida pessoal do outro. Ela quis dizer que estava tudo bem com ela se Victor dormisse com Rita? Esse pensamento o deixou enojado.

"Então, vou te contar aqui e agora", Rita disse para Sofia. "Quero conquistar Victor." Estava claro que Rita não se importava com a relação especial deles. Ela não iria desistir tão facilmente do homem que ela gostava. Enquanto ele não fosse casado, ela tinha uma chance.

Desde o início de sua carreira, Victor foi o único homem que conseguiu despertar seu interesse. Como ela poderia ficar parada?

"Faça o que quiser", disse Sofia calmamente. No entanto, seus lábios tremeram ligeiramente.

Sofia sentiu que Rita estava saindo da linha, irritando-a muito. Ela olhou para Victor com um gesto de desprezo.

Rita percebeu o tom irônico nas palavras de Sofia e olhou para ela com desconfiança. Ela depois olhou atentamente para o casal com desconfiança.

"Senhorita Rita, você não tem que ir trabalhar?" Quando a mulher não mostrou intenção de ir embora, Victor perdeu a paciência.

Rita mudou repentinamente de assunto. Ela sabia que Victor estava prestes a perder a paciência, então decidiu continuar estudando-o depois que ele voltasse para casa.

De repente, ela lembrou que precisava comparecer a um evento comercial naquela tarde. Mas ela se recusou a deixar as coisas como estavam.

"Trabalhar?", ela cuspiu. "Você quer que eu vá?" Rita fez beicinho. Ela ficou completamente humilhada pela forma como Victor a tratou. Além disso, ela era a estrela em ascensão mais importante e tinha uma beleza indiscutível. Como ele pôde ser tão rude?

"Senhorita Rita, é melhor que você saia o mais rápido possível", disse Victor calmamente. Seus olhos estavam cheios de raiva. A qualquer momento ele poderia perder a paciência.

A atmosfera ficou tensa e fria, o que fez Rita sentir um calafrio na espinha. Ela franziu os lábios e saiu com relutância.

Assim que saiu do escritório, ela suspirou. Independentemente disso, ela estava aliviada por estar fora de um ambiente tão assustador. Resignada, ela pensou que demoraria muito até que pudesse conquistar o coração de Victor.

'Ah, mas o homem que eu amo é realmente maravilhoso!', ela pensou consigo mesma. Embora Victor tivesse um mau temperamento, ele ainda era muito atraente para ela.

Ela ficou surpresa ao sair e não ver seus quatro guarda-costas esperando por ela do lado de fora. Ela não tinha ideia de para onde eles tinham ido, então pegou seu celular para ligar para eles.

Antes de Rita partir, Victor estava controlando suas emoções. Mas agora que ela se foi, sua fachada desabou e ele lançou sua raiva em Sofia.

"Parece que você está com pressa de se livrar de mim", disse Victor, que estava parado na frente da mesa da garota. Ele estendeu a mão e segurou seu queixo.

"Você não se sente atraído por ela?", Sofia perguntou indiferente.

"Ai!" Vendo uma expressão de dor no rosto da garota, ele soltou seu queixo.

Esta mulher não se importava com ele? Se ele insinuasse que gostava de Rita, ela ficaria chateada? Victor ficou enojado.

Sofia massageou o queixo e olhou para o nada, ignorando completamente o homem à sua frente.

Na verdade, o tempo todo em que Rita esteve no escritório, a tela do computador de Sofia permaneceu na área de trabalho. Embora ela tenha fixado os olhos na tela o tempo todo em que a mulher esteve lá, ela não tinha prestado atenção em absolutamente nada. Sua mente estava focada na conversa.

Mas por que? Sua relação com ele estava limitada a ser sua amante e só isso. Que arranjo implacável! Ela só teve que dormir com ele por três anos em troca do Grupo JH.

"Vá embora!", ele gritou. Vendo sua expressão indiferente, Victor tinha perdido completamente a paciência.

Então seus olhos brilharam. De repente, ele se lembrou de algo. Sofia teve um namorado na faculdade. Talvez ela ainda estivesse apaixonada por ele?

Como CEO do Grupo YS, Victor era uma pessoa muito orgulhosa. O fato de Sofia se comportar dessa maneira prejudicou sua autoestima.

Ele cerrou os punhos, sentiu seu sangue ferver e ao mesmo tempo se sentiu impotente

. Ela foi a primeira mulher a fazê-lo sentir-se assim.

Anteriormente, Sofia teria ficado feliz se ele a tivesse mandado sair do escritório, afinal, ela queria evitar Victor a todo custo.

No entanto, por alguma razão, agora ela se sentia abatida. Era como se alguém tivesse tirado a única coisa que ela queria. Ela associou o sentimento a um momento de sua infância, quando não conseguia encontrar seu brinquedo favorito.

Ela se levantou e foi até a porta sem olhar para Victor.

'Ele é escandaloso', ela pensou. 'Você nunca terá algo sério com alguém!'

Quando ela saiu do escritório, muitas pessoas olharam para ela. Os funcionários do Grupo YS pareciam interessados nela, mas então voltaram sua atenção para as respectivas telas de computador e continuaram trabalhando.

Sofia ficou parada e se sentiu péssima.

Ela endireitou a postura e lutou para não prestar atenção ao que os outros pensavam dela. Sua mente estava uma bagunça, mas agora o mais importante era encontrar um lugar tranquilo para se acalmar.

Ela olhou em volta em silêncio e procurou um lugar onde pudesse se consolar. Finalmente, ela viu as escadas no outro extremo da sala e pensou que certamente levariam ao telhado, que era o lugar perfeito para ir quando não queria ser incomodada.

"Agh!" Rita grunhiu ao tropeçar em alguém. "Você é cego?", ela gritou, impaciente. Rita estava ocupada usando seu telefone celular e não percebeu que iria dar de cara com alguém.

"Ei, foi você quem esbarrou em mim", respondeu uma voz profunda.

Rita recuou e olhou para o homem. Ela estreitou os olhos e pensou consigo mesma: 'Esse funcionário não sabe que o CEO me convidou pessoalmente para trabalhar aqui?'

Atrás do homem, havia grandes janelas pelas quais a luz do sol entrava e cobria sua figura, por isso ela semicerrou os olhos. Embora a luz a cegasse, ela ainda podia ver suas feições e notou que ele era bonito. A expressão em seus olhos não foi retirada e pela magreza de seu rosto, ele parecia muito fraco. Ele usava um terno feito sob medida que o fazia parecer profissional e indicava que ele era um excelente trabalhador.

'Parece-me familiar, mas onde já o vi antes?', Rita pensou. "Você não sabe quem eu sou?" O homem balançou a cabeça, o que a deixou um pouco envergonhada. Talvez fosse porque ela tinha muitos fãs.

"Você não me conhece?", ela perguntou novamente, mas desta vez desapontada. O homem olhou para ela com atenção, como se estivesse detalhando silenciosamente seu rosto.

Ele até recuou um pouco para detalhá-la de cima a baixo.

"Sinto muito, moça." Ele sorriu. "Mas não." Rita olhou para ele estranhamente.

Durante os últimos anos, ela tinha filmado muitos filmes e aparecia com frequência na televisão. Ela até tinha gravado algumas canções. Basicamente, ela era uma artista muito conhecida na indústria do entretenimento. Embora ela não fosse tão famosa quanto os artistas mais experientes, ela ainda era o tópico do momento.

Sem dúvida, seu nome estava na boca de todos. No entanto, este homem não a conhecia! Seu orgulho foi despedaçado.

Rita olhou para ele com desconfiança e depois viu seu crachá preso no terno dele. Ela se aproximou e deu uma olhada. Estava impresso em letras pretas: "Leon Li (Diretor de Marketing)."

"Então você é o Diretor Li", disse Rita com um sorriso desdenhoso.

Leon franziu a testa. Ela era bonita, mas sua maquiagem pesada o deixava desconfortável. Esta mulher esbarrou nele e colocou toda a culpa nele. Ela até ousou perguntar se ele sabia quem ela era, como se se considerasse uma espécie de famosa. Por que ela estava sendo tão presunçosa? Como ela podia ser tão rude?

Ele olhou para ela e se perguntou se a tinha visto antes. Certamente era porque ela parecia familiar, mas ele não conseguia se lembrar onde a tinha visto antes.

Logo, seu nome veio à mente.

Ela era Rita, a cara dos novos produtos da empresa. Na verdade, foi ele quem a escolheu entre as dezenas de propostas que seus subordinados lhe enviaram para aquele projeto. Ele achava que sua popularidade seria bastante lucrativa para a empresa, mas também tinha motivos próprios.

"Ah, é você!", ele finalmente disse. "Rita He, já ouvi muito sobre você." Embora Leon não conhecesse a carreira dela, como funcionário do Grupo YS, ele tinha que tratá-la com certa graça. Ele sempre teve o cuidado de separar os interesses públicos dos pessoais.

Ele estendeu a mão. Rita olhou para ele, mas decidiu não responder seu cumprimento, o que a fez parecer muito mais arrogante.

Leon odiava artistas que sempre desprezavam os outros para se sentirem superiores. Afinal, fora da mídia, eles eram pessoas comuns.

"Você não parece querer saber onde estão seus guarda-costas, senhorita Rita." Leon abaixou a mão e sorriu para ela.

"O que houve com eles?", ele exigiu, e teve um mau pressentimento.

"Nunca imaginei que os guarda-costas da famosa Rita fossem muito mais fracos do que os seguranças do Grupo YS", disse Leon indiferente, enquanto olhava para a mulher com desprezo.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas