Lera > Bilionários > Meu CEO Papai

   Capítulo 12 Destruir as evidências

Meu CEO Papai Por Doroteia Souza Personagens: 6622

Atualizado: 2020-03-24 01:52


"Não, foi meu filho que preparou", quando ela disse isso, queria morder a língua. Por que ela mencionou Brook sem motivo? Se ele suspeitasse dela, ela estaria acabada.

Suas palavras surpreenderam Kerr, mas ele não demonstrou. Ele tinha que admitir que ela era um pouco fofinha quando estava com medo.

"O que está esperando? Você quer comer mais?".

Nicole se sentiu como uma criminosa aguardando sua sentença. Quando ela percebeu que seu chefe só tinha tirado o sanduíche dela sem ficar com raiva, ela ficou aliviada e acenou imediatamente com a mão dizendo:

"Não, obrigada, estou cheia."

Então ela saiu com os documentos, mas quando chegou à porta, ouviu a voz de seu chefe:

"Da próxima vez que tiver um caso, lembre-se de destruir as evidências."

Sem saber o que ele quis dizer, ela saiu correndo do escritório e viu Jared parado na porta, olhando-a com simpatia.

"Como ele descobriu, Jared?", ela franziu a testa, porque só o assistente sabia, mas este não teve tempo de avisar o chefe.

Então, ele apontou para a sua própria boca:

"Se você não limpar a comida da boca, todos na empresa saberão."

Ele tentou avisá-la, mas ela não lhe deu uma chance.

Ao ouvir isso, a garota limpou a boca com as costas da mão e viu um pequeno pedaço de folha de alface. Foi então que ela entendeu o que Kerr quis dizer e ficou com vergonha.

Por sua parte, o CEO não pôde deixar de experimentar a sanduíche da lancheira. Foi deliciosa, e por um momento ele ficou curioso sobre o filho que Nicole havia mencionado.

"Jared", no momento em que ouviu a voz de seu chefe, o assistente entrou no escritório.

"Faça um café da manhã e envie-o para Nicole. Você sabe o que deve fazer."

Sentindo o olhar do homem, o assistente assentiu e saiu imediatamente.

No entanto, no fundo de seu coração, ele estava mais surpreso do que nunca.

Pois era natural que ele quisesse pagar Nicole pelo café da manhã, já que ele havia comido seu sanduíche. Ele não gostava de dever aos outros.

No futuro, Kerr descobriria a grande dívida que devia a Nicole em realidade.

Quando Jared enviou o café da manhã e voltou, seu chefe já havia terminado de comer o sanduíche inteiro sem que ninguém percebesse.

"Quero que você fique de olho em Gregory, do Group Song. Descubra qual relacionamento ele teve com Nicole há sete anos e o mesmo com uma garota chamada Fiona Zhao."

Era óbvio que os três estavam escondendo algo ontem à noite e, quando mencionaram o que havia acontecido sete anos atrás, logicamente, ele se lembrava daquela noite, que também havia sido inesquecível para ele.

Então ele abriu a primeira gaveta no lado esquerdo da escrivaninha, onde havia um envelope. Pegando, ele olhou para o dinheiro lá dentro: eram 2462 dólares. Esse foi o seu pagamento?

Depois de colocar o envelope de volta na gaveta, ele olhou casualmente para o calendário da ecrivaninha. Já era sexta-feira, então o dia seguinte seria fim de semana. Se ele se lembrava corretamente, era mesmo o Dia das Crianças.

"Informe aos funcionários que eles receberão ingressos para o Gu Amusemente Park, todos os funcionários com um filho poderão receber dois ingressos."

De olhos arregalados, Jared se perguntava desde quando seu chefe se tornara tão gentil.

Como o maior grupo financeiro da cidade, o G

roup Gu foi verdadeiramente generoso com os benefícios para seus funcionários, mas como Gu Amusemente Park era um local de entretenimento mundialmente famoso para crianças, era difícil conseguir um ingresso.

Além disso, funcionários comuns como eles não podiam pagar esse luxo.

"Eu vou informá-los imediatamente."

Sentada no escritório, Nicole estava trabalhando seriamente em um projeto quando a assistente, Lily, bateu na porta e entrou depois que ela lhe deu permissão.

"Diretora Nicole, o Sr. Kerr acabou de nos informar que a empresa emitirá dois ingressos para funcionários que tenham filhos para irem ao Gu Amusemente Park no Dia das Crianças. A partir dos seus dados, vi que você tem um filho."

Nicole olhou para o ingresso com o logotipo especial do Group Gu sem muito interesse.

"Você pode guardar se quiser, meu filho não gosta desse tipo de lugar."

Em Manhattan, ela levou Brook a parques de diversões com muita frequência, mas ele apenas a observou brincar alegremente, fazendo-a sentir vergonha.

Ela acabava sempre sendo o único adulto entre as crianças que faziam fila nas atrações.

Além disso, ela ainda tinha muito trabalho a fazer, então no dia seguinte teria que trabalhar horas extras em casa.

Lily olhou para os ingressos na mão:

"Você tem certeza que não quer? Eu realmente aprecio isso, diretora Nicole. "

A assistente era jovem e solteira, por isso não tinha filhos e não tinha direito a um ingresso. Mas Nicole tinha sido muito generosa. Ela sabia que o ingresso não podia ser comprado com dinheiro e, vendo-a ir embora, ela soltou um suspiro.

Na verdade, ela também esperava que Brook fosse capaz de agir como uma criança comum, mas, a partir do momento em que nasceu, ele parecia destinado a ser uma pessoa incomum e não possuía a natureza que muitas crianças tinham.

Finalmente, ela embalou suas coisas com antecedência e levou todos os documentos que faltavam para concluir em casa. Ela correu para o portão da escola antes de Brook sair e, vendo-o aparecer, começou a acenar para ele.

"Mãe", o menino correu para ela e pegou a mão dela.

"Querido, amanhã é o seu dia, então eu vou passar com você, está bem? Apenas me diga, o que você quer fazer?".

Muitas vezes, ela não conseguia adivinhar o que seu filho estava pensando, mas ele podia ler sua mente, o que a fez se sentir um pouco frustrada.

"Quero que fiquemos em casa juntos", ele respondeu, olhando-a com um sorriso satisfeito.

Ele sempre gostou de fazer o que deixava sua mãe confortável.

"Que tal eu cozinhar algo delicioso para você? Vamos ao supermercado agora ", ela estendeu a mão para carregá-lo, mas o menino a rejeitou firmemente.

"Mãe, eu já sou uma criança mais velha. Você não pode me carregar todo o tempo. É melhor você apertar minha mão."

Nicole balançou a cabeça ao notar como seu filho era sensato, pelo menos ele sabia que ele ainda era criança.

"Por que você não me ligou para ir ao supermercado com vocês?" Baron estava vestindo apenas uma camisa branca, quando ele se encostou na porta do carro e olhou para Nicole com ternura.

Desde que ela voltou ao país, ele não teve muita oportunidade de vê-la. Somente quando Brook precisou de ajuda, seu amigo se lembrou dele, mas uma criança como filho dela não precisou de muito cuidado.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas