Lera > Moderno > Não Quebre Meu Coração

   Capítulo 26 Te encontrei novamente

Não Quebre Meu Coração Por Gilda Santana Personagens: 8938

Atualizado: 2020-05-16 00:05


Embora ela não pudesse beber muito, o Sr. Chen a convenceu a tomar mais algumas doses de vinho, deixando-a um pouco bêbada.

No entanto, percebendo a maneira lasciva como o Sr. Chen olhou para ela, ficou consciente intensamente. Assim, quando viu o homem gordo se aproximar dela, começou a sentir náuseas.

"Com licença", disse ela, cobrindo a boca como se estivesse suprimindo o desejo de vomitar, e acrescentou: "Eu preciso ir ao banheiro", e antes que ela pudesse se levantar, ela teve que se afastar do Sr. Chen, que sempre a cercava.

Depois que Ashley saiu da sala onde estavam, Lena virou-se para o Sr. Chen e sorriu curiosamente: "Ashley não é uma beleza, Sr. Chen? Você gosta?" .

"Claro que sim. Na verdade, me conhece bem, senhorita Lena." Lena podia ver a forte luxúria nos olhos do homem.

'Maravilhosa', Lena disse para si mesma, encantada.

---

Ashley tropeçou no caminho para o banheiro. O que aconteceu lá dentro a surpreendeu. Ela se firmou segurando a pia e abriu a torneira imediatamente e encharcou o rosto com água fria. Ela não parou até se sentir um pouco refrescada. Nunca na sua vida ela se sentiu tão suja.

Ashley podia ver seu rosto refletido no espelho. Desde que estava bêbada, ela tinha um certo brilho rosado nas bochechas que a tornava mais atraente e irresistível para os homens.

O álcool a atingiu novamente e a sensação de tontura tomou conta dela mais uma vez. Teve que segurar a pia para não cair. A sensação era tão forte que decidiu se agachar e descansar com a cabeça nos joelhos. Ela não tinha mais forças, mas voltar para a sala não era uma opção para ela. Sabia que se o fizesse, as consequências seriam inimagináveis.

Pensou que tudo ficaria bem, desde que ela não tivesse nada a ver com o Grupo Luo ou a família Mu, e evitou Lena.

Aparentemente, ela tinha sido ingênua demais. Embora estivesse fazendo o possível para não ser problemática, sempre havia alguém tentando causar seus problemas.

---

Depois do que pareceu uma eternidade, Ashley respirou e reuniu toda a força que lhe restava para sair dali. Embora tremendo, ela se levantou de novo, lavou o rosto com água fria pela última vez e saiu do banheiro.

Tonta, ela deu um salto para a frente e, sentindo a cabeça latejar, confiou em seus instintos a respeito de onde ir. Com os braços esticados, ela tocou as paredes, esperando que a ajudassem a sair desse estabelecimento.

Boom! Apenas quando ela pensou que estava chegando ao algum lugar, tropeçou na alguma coisa. 'Eu bati numa parede? Eu me bati muito forte!' , ele pensou, esfregando o nariz com as mãos.

Confusa, ela olhou para cima para ver o que estava à sua frente. Seus olhos não conseguiam ver nada, em parte porque ela estava bêbada, então ela estendeu a mão para tocar a superfície. Realmente era uma parede dura e sólida.

'Uau, por que essa parede é tão quente?' , ela se perguntou, tocando o objeto na sua frente de cima para baixo. Depois de decidir que era uma parede, ela começou a se afastar. No entanto, ela se virou para tocar a "parede" repetidamente.

Ao ver Ashley tocar seu peito tão descaradamente, Andrew começou a sentir um pouco de calor embaixo do pescoço

e agarrou as mãos pequenas da garota com muita força. Parecia que ele estava prestes a quebrar os pulsos.

Nesse momento, Johnny, que estava atrás do Andrew, soltou um suspiro suave. Ver Ashley tocar seu presidente o deixou nervoso com o que poderia acontecer a seguir.

'Você está em perigo, garota', Johnny pensou, suspirando silenciosamente por Ashley. 'Realmente não me importaria se você ofendeu outro, mas infelizmente você ofendeu o presidente. Você não sabe que ele está muito chateado hoje em dia por causa da senhorita Ashley?' No momento em que o subordinado lamentava o destino da Ashley silenciosamente, Andrew soltou as mãos da garota e ficou ali, em silêncio.

"O que?" , o som escapou dos lábios do Johnny involuntariamente. A curiosidade tomou conta dele.

---

Quando Andrew agarrou Ashley pelas mãos, ela olhou para ele com irritação e lágrimas brotando nos olhos. Logo, quando seus olhos se encontraram, seu rosto se contorceu com a carranca mais comovente que Andrew já vira e ela começou a chorar, como se o estivesse culpando. "Está me matando!" , ela sussurrou, lágrimas caindo livremente dos seus olhos.

Imediatamente, o homem soltou as mãos e ficou ali, atordoado. Ele não podia acreditar que a garota que ele estava sentindo falta estava em

frente dele agora.

"Está bem?" , ele perguntou rigidamente para Ashley. Mostrar a ela misericórdia não era uma das coisas que Andrew queria fazer. Ele lembrou que ela era a mulher que se aproximara dele descaradamente no passado.

No entanto, embora ele soubesse que sempre teve um caráter forte, naquele momento ele se sentiu perdido.

Vendo o homem à sua frente, Ashley se perguntou por que ele estava tão atordoado, mas depois de ouvir o que Andrew perguntou, ela lhe mostrou as mãos e disse com uma voz terna: "Realmente está me matando!" .

Andrew olhou para ela nervosamente. Suas mãos ficaram vermelhas, principalmente porque ele as agarrou. A cor contrastava nitidamente com sua pele branca.

Alguns minutos se passaram, finalmente, Johnny a reconheceu. Assustado, ele deu um passo atrás.

'Meu Deus!

Não é a senhorita Ashley, a garota de que o nosso presidente sentiu falta?' Vendo que as bochechas da Ashley estavam vermelhas e ela não conseguia nem se equilibrar, Johnny concluiu que estava bêbada.

"Sr. Andrew, acho que a senhorita Ashley está bêbada. Devemos levá-la para sua casa?" , Johnny perguntou a Andrew, que ainda estava atordoado.

Na declaração, Andrew começou a perceber que não podia deixar a garota sozinha.

"Bem", disse Andrew, firmando a mulher na frente dele, segurando-a pelos ombros firmemente. "Eu acho que é um bom plano." Então ele levantou Ashley, que quase desabou nos seus braços, e começou a caminhar em direção à saída.

Johnny estava prestes a segui-lo para fora, mas Andrew de repente se virou para ele.

A ação confundiu Johnny. 'O que há de errado com o Sr. Andrew?' , se perguntou.

"Você não precisa me seguir", afirmou Andrew numa voz gelada. "Descubra o porquê", depois de dar o último olhar para Johnny, ele se virou e saiu.

Johnny foi deixado sozinho, sem palavras e desamparado.

'Isso é muito frustrante ...

Como você pode me tratar assim?' Quando Andrew ordenou que ele não o seguisse, ele entendeu o porquê definitivamente. Andrew simplesmente não queria que ele se intrometesse no espaço privado dele e da Ashley, mas Johnny não fazia ideia do que seu chefe queria dizer com "Descubra o porquê".

'A que se refere?' , ela se perguntou silenciosamente.

Andrew queria que descobrisse por que a senhorita Ashley estava lá?

E por que ela bebeu tanto?

'Bem, acho que não tenho escolha a não ser obedecer à ordem dele!' Observando as costas do chefe irem embora, Johnny não pôde deixar de se sentir um pouco triste.

'Enquanto ele passa o tempo com a namorada, eu tenho que estar aqui fazendo horas extras!

Que vida desencorajadora minha!' , ele lamentou, coçando a cabeça.

Embora um pouco irritado e triste, Johnny respirou fundo, exalou, entrou no estabelecimento e começou a investigar o assunto, como Andrew havia pedido.

---

Bêbada, Ashley era obediente extraordinariamente. Ela olhou silenciosamente para Andrew, passando os braços em volta dele.

Na sua situação, sendo observado e envolvido no abraço, Andrew se sentiu tão envergonhado que suas bochechas ficaram vermelhas.

'Ela também sente minha falta!' , exclamou em silêncio: 'Se não fosse assim, ela não teria entrado nos meus braços tão obedientemente nem teria se amontoado assim.' Depois de ver Ashley, ele pensou que sua noite não poderia ser melhor e, com esse pensamento na mente, seu humor mudou dramaticamente.

Se Ashley não estivesse bêbada e soubesse o que ele tinha na mente, ela definitivamente zombaria dele e o consideraria um grande narcisista.

Depois de reunir toda a sua coragem, ele decidiu se voltar para Ashley:

"O que você está pensando?" , ele perguntou ternamente, exatamente o oposto do tom em que ele falara com Johnny minutos antes. A garota ao lado dele estava olhando para ele com os olhos mais gentis que ele já tinha visto.

Ashley balançou a cabeça e depois se aproximou do peito dele.

Depois, ela levantou a cabeça e olhou para Andrew com uma expressão confusa. Apontando para o peito, ela perguntou: "Por que seu coração está batendo tão rápido?" .

Andrew pigarreou. Ele fez o possível para desviar a atenção da garota. Suas orelhas também estavam ficando vermelhas.

Toda vez que Andrew via Ashley, ele se sentia muito nervoso e seu coração batia forte. Ela sempre foi um mistério para ele.

Ele virou a cabeça e olhou nos olhos interrogativos da Ashley. Depois de pigarrear novamente, ele respondeu timidamente: "É uma reação normal."

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas