Lera > Moderno > Não Quebre Meu Coração

   Capítulo 15 Fofocas

Não Quebre Meu Coração Por Gilda Santana Personagens: 7787

Atualizado: 2020-04-02 00:04


'Ashley! Ashley! É sempre ela! Essa mulher não é o seu mundo! Você pode continuar vivendo mesmo que não a tenha mais! , a menina gritou do fundo do seu coração.

Embora Lena se recusasse a aceitar o pedido do Raymond, ela não tinha escolha a não ser fingir concordar.

'Agora que ele está numa viagem de negócios, eu posso fazer o que eu quiser com Ashley', ela pensou enquanto fazia um sorriso maligno nos lábios.

Lena pegou o telefone e chamou a assistente:"Diga a Rita para vir ao meu escritório", ela pediu assim que a ligação fosse conectada e, quando terminou de dar as instruções, desligou. Depois continuou lendo os comentários, dos quais ninguém falava bem da Ashley, o que a deixava de bom humor, e se alegrava com o sofrimento da sua irmã adotiva. Logo depois, alguém bateu à porta.

"Vá em frente", disse Lena num tom alegre. Ela costumava ser rude e arrogante, mas como estava de muito bom humor hoje em dia, era mais suave e tolerante.

Rita Chen abriu a porta e perguntou cautelosamente: "Você quer me ver, senhorita Lena?" .

Ela usava uma blusa preta com um decote baixo muito ajustado e uma minissaia preta justa.

A mulher mediu 1, 68 metros. Ela sabia como tirar proveito da altura dela, pois acentuara suas longas pernas combinando com sua roupa um par de saltos de 7 centímetros. Vê-la era um banquete para os olhos dos homens.

Além disso, tinha um rosto oval e usava maquiagem delicada, dando a Rita um ar sexy e glamouroso que atraía a atenção de todos ao seu redor.

No passado, Lena ficava irritada e zombava dela por se vestir como uma vagabunda.

No entanto, desta vez ela apenas franziu a testa.

Lena havia decifrado as verdadeiras intenções da Rita, então sabia qual era o motivo para ela se vestir assim. 'Ela quer seduzir meu Raymond, mas, para sua má sorte, ela mexeu com a mulher errada. Eu nunca vou permitir a ela a menor oportunidade de chegar perto do meu noivo', ela sussurrou com desprezo.

Lena estava de olho na tela. Olhando para as mensagens contra Ashley, ela percebeu que as pessoas estavam realmente pedindo para ela deixar o Grupo Luo. Depois dum momento, ela olhou para cima e, ao encarar Rita, lançou-lhe um olhar de admiração e começou a elogiá-la: "Bom trabalho".

Rita entendeu exatamente ao que seu chefe se referia, já que ela vislumbrara o que estava na tela da Lena. Sorrindo e satisfeita consigo mesma, ela respondeu: "Estou lisonjeada, senhorita Lena."

"Nem um pouco, você está sendo muito modesta. Você é uma garota inteligente e fez um bom trabalho", disse Lena com indiferença.

"Bem, de facto, eu não posso receber todo o crédito. Se não fosse por você, meu plano não teria sido tão bem-sucedido", respondeu Rita com um modesto sorriso falso.

Lena leu nas entrelinhas e imediatamente entendeu o que ela quis dizer. 'Ela acha que somos uma equipe e, caso tenha problemas por isso, ela também manchará meu nome e não assumirá toda a culpa. Devo admitir que ela é esperta', pensou Lena consigo mesma.

"Bem, é isso, você pode ir agora. Assim que conseguir o que quero, vou manter o que prometi a você", concluiu Lena, gesticulando para ela sair.

"Obrigada, senhorita Lena", respondeu Rita antes de ir direto para a porta e sair.

Lena estreitou os olhos enquanto olhava para as costas da mulher que partia, imaginando se seria sensato tê-la escolhida para fazer o trabalho sujo.

Rita era uma mulher ambiciosa, e havia provado isso ao propor Lena a unir-se para expulsar Ashley do Grupo Luo.

Por essa mesma razão, Lena tinha reservas sobre sua cúmplice.

"Nunca permitirei que essa mulher me arraste com ela", pensou.

Os rumores sobre Ashley já estavam se espalhando por toda a empresa como um incêndio na floresta, pois mesmo quando ela foi à sala de café para tomar café, podia ouvir algumas garotas conversando das fofocas sobre ela.

"Eu não esperava que Ashley fosse uma pe

ssoa má!" , exclamou uma das meninas com um tom que mostrava seu desapontamento, ela estava de pé e com uma xícara de café na mão, fofocando com a outra garota.

"Isso não me surpreendeu. É normal ver esse tipo de coisa numa empresa. Se não, de que outra forma ela conseguiu seu emprego aqui?" , disse a outra garota num tom de zombaria.

"Tem razão. Ela parece arrogante, é indiferente aos outros, e ainda que ela estava tentando destruir a felicidade dum casal. Que horror! Por sorte, não brinquei com ela, senão posso ter perdido o emprego", disse a primeira garota com uma pitada de medo na voz.

Ashley ficou do lado de fora para ouvir toda a conversa e, quando elas terminaram de conversar, ela entrou.

"Oh Ash ... Ashley, que coincidência. Você veio aqui para tomar um café?" , uma das meninas perguntou nervosamente.

Ver Ashley aparecendo assim de repente as assustou, pois elas não tinham ideia de quanto tempo ela estava ali ou o quanto ela ouvira falar da conversa delas.

Além disso, mesmo que ela tivesse uma má reputação agora, ela ainda tinha autoridade para demitir elas.

"Sim", respondeu Ashley com uma expressão vazia no rosto.

As duas garotas rapidamente se separaram e a olharam nervosamente. 'Em que ponto ela chegou aqui? Se ela ouviu o que estávamos dizendo sobre ela, estamos praticamente mortas', as meninas pensaram com preocupação.

"Emm ... Ashley, se não houver nada em que possamos te ajudar, podemos nos retirar?" , uma das meninas se atreveu a perguntar.

"Claro, vocês podem ir", respondeu Ashley categoricamente.

Depois, as duas saíram correndo da sala como se estivessem sendo perseguidas por um fantasma.

Ashley olhou para o próprio reflexo no espelho e soltou uma risada fria. 'Quem pensaria! Num momento elas me apunhalam pelas costas e, assim que me viessem, ficam mansas como seda. Elas fizeram isso porque me temem e não porque me respeitam. Mas o que teria acontecido se a vítima fosse uma pessoa indefesa que não tinha autoridade sobre elas? Como elas a teriam tratado nessa situação?' , ela refletiu em relação à crueldade daquelas garotas.

Depois de se derramar um pouco de água, Ashley saiu da sala de descanso e, a caminho do escritório, recebeu muitos olhares e sussurros discretos atrás dela. No entanto, ela não prestou atenção neles.

'De qualquer forma, todo mundo que trabalha aqui é pretensioso, e tenho certeza que no minuto em que sou promovida, eles vêm correndo para mim e tentam me lisonjear. Mas agora que estou com problemas, eles me evitam e se gabam da minha desgraça', ela pensou com um suspiro.

Quando ela chegou ao escritório, Fiona correu para ela e ficou em frente dela. Ela se virou para olhar os fofocadores e, embora todos as observassem, ela estendeu a mão para proteger Ashley, como se fosse sua escolta. Olhou para os curiosos e gritou em defesa da sua amiga: "O que vocês estão fazendo ali parados sem fazer nada? Vocês terminaram todos os seus trabalhos? Há muito para fazer, não acho que vocês têm tempo para ficar aqui e fofocar."

Quando Fiona veio em socorro da Ashley, a multidão imediatamente se dispersou.

"Ashley, não ouça o que eles dizem", disse Fiona para confortá-la.

"Você está certo, não devo dar importância ao que eles dizem sobre mim. Não se preocupe, as críticas não me afetam", disse ela em resposta com a intenção de tranquilizá-la. De fato, as palavras da Fiona pareciam engraçadas, mas também lhe davam a coragem necessária para enfrentar esta situação.

"Fico feliz em ouvir isso. Bem, é hora do almoço, então vamos para a cantina e comer alguma coisa", disse Fiona com um brilho nos olhos, e sem esperar pela resposta da mulher ao lado, ela pegou a mão dela e a levou para a cantina.

Enquanto caminhavam, Ashley olhou para ela com um sorriso amoroso, pensando: 'De todas as pessoas que conheço, ela é a única que leva uma vida despreocupada'.

(← Atalhos teclado) Anterior Conteúdos (Atalhos teclado →)
 Novels To Read Online Free

Digitalizar o código QR para baixar o Lera.

Volte para Topo

Partilhas